PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Neymar vê melhor sequência no PSG, é elogiado e afina e dupla com Mbappé

Neymar comemora vitória do PSG sobre o Reims pela Copa da Liga francesa - FRANCK FIFE / AFP
Neymar comemora vitória do PSG sobre o Reims pela Copa da Liga francesa Imagem: FRANCK FIFE / AFP

Tiago Leme

Colaboração para o UOL, em Paris (França)

23/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

Foram nove gols e oito assistências nos últimos nove jogos do Paris Saint-Germain. Sem contar dois gols contra que saíram em finalizações dele e diversas outras jogadas ofensivas. Decisivo e com boas atuações, que têm rendido boas avaliações da imprensa francesa, Neymar vive a sua melhor sequência desde que chegou ao clube parisiense há dois anos e meio. Sem polêmicas extracampo nos últimos meses, o camisa 10 tem rendido em campo e mostrando uma parceria cada vez mais próxima como Kylian Mbappé.

Ontem (22) à noite, apesar de não ter balançado as redes, Neymar novamente encantou torcedores e foi fundamental na vitória por 3 a 0 sobre o Reims, fora de casa, pela semifinal da Copa da Liga Francesa. O resultado colocou o PSG na decisão, que será disputada contra o Lyon, no dia 4 de abril, no Stade de France. Esta será a última edição do torneio.

Depois de superar momentos conturbados com a torcida no último verão europeu, quando manifestou sua vontade de ir para o Barcelona, Neymar respondeu no gramado, para reconquistar os fãs e a crítica francesa.

Em Reims, ele cobrou com perfeição o escanteio na cabeça do zagueiro Marquinhos, em jogada combinada por gestos entre o dois, lance que abriu o placar e gerou muita vibração. O segundo gol aconteceu depois de falta batida pelo camisa d10, que até poderia ter entrado direto, mas contou com desvio e gol contra de Ghislain Konan. No terceiro gol, feito por Kouassi, Neymar participou no início com escanteio na área. Resultado: nota 8 do jornal francês L'Équipe e a palavra "rei" como elogio.

Neymar só perdeu a chance de se tornar um recordista isolado pelo PSG. Ele já tinha se igualado ao colega Mbappé e ao treinador argentino Carlos Bianchi, que atuou no clube no fim da década de 70, como os únicos jogadores do clube com oito gols em oito jogos seguidos. O brasileiro não conseguiu completar a nona partida balançando as redes, e lamentou bastante o desperdício de chances após um cruzamento errado de Meunier e de um vacilo de Draxler.

Nas últimas nove partidas que atuou, porém, ele contribuiu pelo menos com um gol ou uma assistência. Os adversários foram Reims, Monaco (duas vezes), Saint-Étienne (duas vezes), Amiens, Galatasaray, Montpellier e Nantes, sendo seis duelos pelo Campeonato Francês, dois pela Copa da Liga e um pela Champions League.

Cada vez próximo de Mbappé

A excelente fase de Neymar acontece justamente no momento de maior aproximação que ele tem com Mbappé, dentro e fora das quatro linhas. Na terceira temporada dos dois craques no Paris Saint-Germain, as estatísticas mostram que nunca eles se procuraram tanto em campo. Os números do jornal L'Équipe comprovam isso.

Em 2019/2020, Neymar tem média de 15,3 passes por jogos para Mbappé (contra 9,5 em 2017/2018), e o francês tem média de 9,3 passes por jogo para o brasileiro (contra 7,5 em 2017/2018). Essa parceria vai se desenvolvendo a cada ano. Em 2018/2019, a média foi de 13,3 passes de Neymar para Mbappé e 8,9 do francês para o brasileiro.

"Eles trabalham sempre juntos, a cada posse de bola, a cada partida e a cada treinamento, isso dá a eles um certo automatismo. Eles se procuram, gostam de jogar juntos, têm movimentos típicos que mostram que eles vão bem juntos, encontrando os espaços. Essa é uma boa cumplicidade: são extraordinários", afirmou o técnico alemão Thomas Tuchel.

Fora dos gramados, os dois atacantes também têm demonstrado essa cumplicidade. Nesta semana, durante o lançamento da fundação beneficente de Mbappé, voltada a crianças, o francês deixou evidente sua boa relação com o camisa 10 brasileiro.

"A gente se fala em inglês. Eu preciso dizer que eu falo inglês melhor do que ele. Mas ele melhorou muito. Agora ele entende francês quando o treinador ou outros jogadores falam. Nossa comunicação é mais fácil agora", afirmou Mbappé, de forma descontraída, em entrevista ao "Esporte Interativo"

"Nós temos uma relação de cumplicidade, somos dois jovens jogadores, temos a mesma linguagem futebolística, temos os mesmos interesses e gostamos das mesmas atividades fora de campo", completou.

Para entrar de vez na história, a boa fase de Neymar e a dupla com Mbappé terão testes decisivos nas próximas semanas. As primeiras grandes provas serão pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, contra o Borussia Dormund, nos dias 18 de fevereiro e 11 de março.

Antes do jogos de ida na Alemanha, o PSG ainda tem mais seis compromissos, sendo que o próximo será contra o Lille, domingo, fora de casa, pelo Campeonato Francês. Outro duelo importante é a final da Copa da Liga, dia 4 de abril, contra o Lyon, quando Neymar terá a chance de pela primeira vez ser campeão dentro de campo pelo clube parisiense. Até agora, em todas as conquistas desde que chegou em 2017, seja de Copa ou Liga, ele não atuou no jogo da taça por conta de lesão ou suspensão.

Futebol