PUBLICIDADE
Topo

Santos

Referência, técnico do Santos foi professor de Mourinho e pensava em parar

Jesualdo Ferreira, técnico do Braga em 2013: português fechou com o Santos para temporada 2020 - Steve Drew - EMPICS/PA Images via Getty Images
Jesualdo Ferreira, técnico do Braga em 2013: português fechou com o Santos para temporada 2020 Imagem: Steve Drew - EMPICS/PA Images via Getty Images

José Edgar de Matos e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo (SP)

23/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Jesualdo Ferreira, novo treinador do Santos, tem 73 anos e mais de quatro décadas de carreira no futebol.
  • Ele é apelidado de "o Professor" por ter dado aulas de especialização em futebol no Instituto Superior de Educação Física de Lisboa.
  • Entre os alunos e admiradores está José Mourinho, vitorioso técnico português e que atualmente dirige o Tottenham.
  • O último trabalho de Jesualdo terminou em abril, no Al Saad, do Qatar. Ele cogitava a aposentadoria.
  • O esquema preferido do treinador é o 4-3-3, com um volante mais preso e dois meio-campistas que marcam e atacam.
  • As equipes de Jesualdo, especialmente o Porto, ficaram conhecidas por terem contra-ataques mortais.

Jesualdo Ferreira foi anunciado hoje (23) como novo técnico do Santos para a temporada 2020. Aos 73 anos, o experiente treinador português tem mais de quatro décadas de carreira no futebol e já começava a pensar em aposentadoria, mas aceitou um desafio para tentar ganhar um título no quarto continente diferente. No currículo, além de taças, ele tem o reconhecimento da nova geração de treinadores de seu país, que o vê como referência.

O apelido de "O Professor" de Jesualdo não é força de expressão. O técnico que assume o Santos realmente deu aulas de especialização em futebol no Instituto Superior de Educação Física, em Lisboa. Um de seus alunos foi ninguém menos que José Mourinho. O perfil estudioso, aliás, é uma das grandes marcas do veterano treinador, reconhecido pelo conhecimento tático.

Além de Mourinho, atualmente no Tottenham, outros técnicos portugueses que já expressaram respeito pela história de Jesualdo são Nuno Espírito Santo, do Wolverhampton, que foi seu auxiliar técnico, e o próprio Jorge Jesus, que fez um segundo semestre espetacular no comando do Flamengo, com os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores.

O último trabalho de Jesualdo no futebol foi em abril, quando venceu o campeonato do Qatar pelo Al Sadd, título que classificou a equipe para o Mundial de Clubes de 2019 como país-sede — o espanhol Xavi dirigiu o time no torneio vencido pelo Liverpool. Desde então, vinha atuando como comentarista na TV portuguesa e flertando com a ideia de se aposentar das funções à beira do gramado. O chamado do Santos, porém, fez o treinador reconsiderar.

Anderson Jesualdo Ferreira - Nicolas Asfouri/AFP - Nicolas Asfouri/AFP
Meia brasileiro Anderson trabalhou com Jesualdo Ferreira no Porto
Imagem: Nicolas Asfouri/AFP

Em matéria de títulos, os mais importantes de sua carreira são os três Campeonatos Portugueses consecutivos que conquistou no comando do Porto, entre 2007 e 2009, um feito inédito para um treinador do país. Mas sua passagem à frente do Braga, entre 2003 e 2006, também é apontada como um trabalho excepcional, que fez o clube subir de patamar e passar a desafiar os grandes de Portugal pelo título nacional.

Depois do tricampeonato com o Porto, clube no qual comandou jogadores brasileiros como Anderson, Hulk e Helton, Jesualdo passou a rodar o mundo: comandou o Málaga, da Espanha, e o Panathinaikos, da Grécia, antes de voltar a Portugal para treinar o Sporting e ter uma segunda passagem pelo Braga, com menos sucesso. Treinou também o Zamalek, do Egito, onde foi campeão nacional, antes de chegar ao Al-Sadd.

Em todos os seus trabalhos, uma palavra definiu bem seu modelo de jogo: equilíbrio. Em comparação com Jorge Jesus ou com seu antecessor no Santos, Jorge Sampaoli, treinadores focados em um estilo bastante ofensivo e com muita pressão, Jesualdo é um pouco mais conservador.

Jesualdo Ferreira no Al Saad - Karim Jaafar/AFP - Karim Jaafar/AFP
Jesualdo Ferreira trabalhou pela última vez neste ano, quando comandou o Al Saad, do Qatar
Imagem: Karim Jaafar/AFP

Seu esquema preferido é o 4-3-3, com um volante mais preso e dois meio-campistas que marcam e atacam. Suas equipes, especialmente o Porto, ficaram conhecidas por terem contra-ataques mortais.

Jesualdo chega ao Brasil no dia 6 de janeiro para ser apresentado pelo Santos e começar a planejar a temporada 2020. Ele fechou por um ano, até o final da gestão José Carlos Peres, e deve trazer consigo dois auxiliares — um brasileiro e um português, ainda não definidos.

Depois do sucesso de Jorge Jesus, o veterano tem as portas abertas no Brasil para tentar mais um trabalho marcante na longa carreira.

Santos