PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Sede do Vasco amanhece pichada contra possível patrocínio: "Havan é o c..."

Sede náutica do Vasco, na Lagoa (RJ), amanheceu pichada contra possível patrocínio da Havan - Reprodução
Sede náutica do Vasco, na Lagoa (RJ), amanheceu pichada contra possível patrocínio da Havan Imagem: Reprodução

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/12/2019 10h53

A sede náutica do Vasco, situada na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, amanheceu pichada em protesto contra o possível patrocínio da rede de departamentos Havan. No muro, foi escrita a frase que continha palavrão: "Havan é o c...".

Outra mensagem escrita ao lado era um ofensivo recado ao dono da empresa, Luciano Hang, que ficou conhecido por ser um dos maiores defensores e apoiadores do atual Presidente da República, Jair Bolsonaro: "Luciano Hang, tire sua cabeça de p... do Vasco".

Depois do presidente cruzmaltino, Alexandre Campello, ter uma reunião na sede da rede de departamentos Havan, na semana passada, os departamentos de marketing do clube e da empresa realizam os ajustes finais para anunciar a parceria.

Mediador entre as partes, o empresário Flávio Moreno esteve ontem (19) novamente na sede da Havan, em Brusque (SC), e presenteou o presidente Luciano Hang com uma camisa do Vasco já com a marca da empresa. Outros funcionários também ganharam o mimo.

Inicialmente, o patrocínio será para as mangas da camisa vascaína, mas há a possibilidade de que a parceria se estenda para algo maior depois da prometida reforma e ampliação de São Januário.

A ideia que a empresa estuda é a de estampar a marca da Havan em uma das torres do futuro novo estádio, numa espécie de "naming rights", somente em um setor.

Outro local que pode ser patrocinado pela empresa é o futuro centro de treinamento, que está sendo construído em Jacarepaguá (RJ).

Simulação apresentada pelo Vasco à Havan de como ficará uma possível torre de São Januário patrocinada pela empresa - Divulgação - Divulgação
Simulação mostrada pelo Vasco à Havan de como ficará possível torre de S. Januário patrocinada pela empresa
Imagem: Divulgação

O possível patrocínio da Havan foi impulsionado após Luciano Hang postar em suas redes sociais a vontade de ampliar seus investimentos no futebol. Em seguida, o empresário recebeu uma enxurrada de mensagens de vascaínos pedindo o patrocínio ao clube carioca, algo que o empolgou e o fez se aproximar do Cruzmaltino.

Parceria gera polêmica

Torcedores do Vasco que discordam da linha política do empresário, porém, demonstraram revolta com a possibilidade do acordo em função do histórico de amizade e apoio de Hang ao presidente da República, Jair Bolsonaro. A situação, porém, não interferiu até o momento nas negociações.

Atualmente a Havan patrocina o Athletico-PR, a Chapecoense, o Brusque e o Cascavel, todos da região Sul. O Grêmio também já teve patrocínios pontuais da empresa.

Vasco