PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

São Paulo faz jogo duro para liberar Helinho para o Red Bull Bragantino

Helinho, meia-atacante do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Helinho, meia-atacante do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

13/12/2019 04h00

O São Paulo não vai facilitar o jogo para liberar Helinho para o Red Bull Bragantino. Como publicou o UOL Esporte, o clube do interior paulista está interessado na contratação do atacante de 19 anos. Por outro lado, o departamento de futebol do Tricolor paulista ainda aposta muito no potencial do jogador e acredita que ele pode ser peça importante no elenco, principalmente com uma possível saída de Antony.

Com a necessidade de reforçar o seu caixa neste mercado da bola, o clube do Morumbi cogita negociar Antony com um clube estrangeiro —mesmo que seja para ele deixar o Brasil apenas no segundo semestre. Equipes da Alemanha já demonstraram interesse no jogador. Coincidentemente, o RB Leipzig, que também conta com apoio o financiamento da empresa de energéticos, mostrou disposição para pagar cerca de 18 milhões de euros (R$ 83,7 milhões). Porém, a expectativa é receber mais pelo atleta.

De qualquer maneira, como é possível que Antony deixe o elenco durante 2020, Helinho deve ter mais oportunidades para atuar. Na reta final de 2019, o jogador chamou a atenção de Fernando Diniz positivamente com boa performance nos treinamentos.

O atacante tem contrato com o São Paulo até 30 de abril de 2023. Neste ano, Helinho disputou somente 22 jogos e não balançou as redes. Ainda assim, chegou a despertar o interesse da Inter de Milão, da Itália. No início da temporada, os europeus enviaram funcionários para observar de perto o são-paulino. Porém, nenhuma proposta foi formalizada.

Além de Helinho, o Red Bull Bragantino tem interesse no zagueiro Walce, que também é considerado uma das revelações mais promissoras das categorias de base do Tricolor. O beque, que subiu como referência defensiva do sub-20, disputou cinco partidas pela equipe principal do São Paulo. O jogador, de 20 anos, só não teve mais oportunidades porque os titulares Bruno Alves e Arboleda praticamente tomaram conta da posição durante o Brasileirão —tanto que o time acabou com a melhor defesa da competição.

O São Paulo tem no seu elenco a dupla titular e Anderson Martins para o setor. Uma possibilidade estudada pelo Red Bull Bragantino é utilizar o defensor em 2020 para depois repassá-lo para um de seus times na Europa.

Por indicação de Jorge Sampaoli, Walce já esteve na mira do Santos. Rogério Ceni tentou levá-lo para o Fortaleza. Nenhuma transação avançou, porque o Tricolor paulista acreditava que o jogador poderia se valorizar e ser utilizado no profissional. Atento ao assédio do mercado, o São Paulo renovou o contrato de Walce em outubro. Ele agora tem vínculo com o clube do Morumbi até dezembro de 2022, tendo recebido aumento salarial.

Com um orçamento aproximado de R$ 200 milhões, o Bragantino, em parceria com a empresa de energéticos, deve montar uma equipe para incomodar os grandes clubes da elite do futebol nacional. A ideia é investir exatamente em jogadores com o perfil de Walce e Helinho —considerados promissores, com idade baixa e possibilidade de revenda futura.

São Paulo