PUBLICIDADE
Topo

SPFC supera pressão, bate Inter e está na fase de grupos da Libertadores

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

04/12/2019 23h27

O São Paulo superou a pressão e a desconfiança para atingir sua meta hoje (4), no Morumbi. O Tricolor paulista derrotou o Internacional por 2 a 1 e garantiu uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020. Empurrado pela torcida e muito mais objetivo do que o habitual neste Brasileirão, o time da casa marcou com Antony, ainda no primeiro primeiro tempo. Vítor Bueno ampliou no segundo, enquanto Guilherme Parede descontou.

Sexto colocado, o São Paulo passa a somar agora 60 pontos na tabela de classificação e não pode ser mais alcançado por Internacional e Corinthians, restando apenas uma rodada para o final da competição. O Colorado permanece com 54 pontos e caiu para a oitava posição. No encerramento do nacional, o time paulista enfrenta o CSA fora de casa. Os gaúchos recebem o Atlético-MG, no Beira-Rio.

Disposto a garantir o seu lugar no torneio continental, o Tricolor foi incisivo desde o começo do jogo. A equipe chegou a levantar a torcida e a dar impressão de que golearia. No entanto, o adversário ainda conseguiu fazer o seu e levar algum perigo.

Protesto e apoio

Com o clima político efervescente, torcedores foram para a porta do Morumbi pedir a saída do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e reclamar da diretoria e do time. No entanto, boa parte do público estava mais disposta a apoiar os jogadores.

Suspenso

O São Paulo não pôde contar com o técnico Fernando Diniz no banco de reservas na partida desta noite. O treinador havia recebido o terceiro cartão amarelo na competição e cumpriu suspensão automática. O auxiliar Márcio Araújo foi o responsável por ficar no gramado.

Quem foi bem

Antony foi preciso na hora de finalizar e de servir os companheiros. Levantou a torcida com dribles rápidos e soube segurar a bola quando necessário. Igor Gomes também estava inspirado e se destacou de maneira positiva.

Quem foi mal

Neilton não conseguia dar continuidade nos lances do Internacional. Em alguns momentos parecia correr mais do que a bola.

Desempenho do São Paulo

O Tricolor paulista esperou um pouco mais o adversário e tentava chegar nos contragolpes. Com Igor Gomes bastante envolvido, o time encontrava espaços para dar trabalho ao adversário.

Desempenho do Internacional

Mesmo fora de casa, os gaúchos não se intimidaram no início do confronto e até partiram para o ataque. Porém, desorganizado e aparentemente nervoso, o time permitia as investidas do São Paulo. O sistema defensivo errou muito, principalmente na hora de sair com bola, e comprometeu a equipe.

Cronologia do jogo

As duas equipes mostravam bastante disposição nos momentos iniciais da partida. Apesar de buscarem o ataque, faltava mais objetividade na hora de dar o último passe ou de finalizar. Com o apoio da torcida, apesar de ter menos posse de bola, o Tricolor era um pouco mais agudo e conseguiu abrir o placar aos 15 minutos. Igor Gomes deu um belo passe para Antony, que mandou cruzado para o fundo das redes.

O Tricolor passou a ser mais insinuante e teve outras boas oportunidades no primeiro tempo. Daniel Alves, por exemplo, por pouco não marcou o seu em cobrança de falta. Também no primeiro tempo, o camisa 10, de cobertura, mandou uma bola na trave. O Inter respondeu com Nonato, que após tabela com Guerrero chutou para fora.

O Tricolor manteve o ímpeto e marcou o segundo logo no início do segundo tempo. Em contragolpe em altíssima velocidade, Antony fez a jogada e tocou para Vítor Bueno, que teve calma para mandar para o gol. O Tricolor dominava completamente o adversário, mas falhou e permitiu o gol dos visitantes. Aos 24, Guerrero chutou e Volpi defendeu. No rebote, Guilherme Parede fez. Na parte final, Márcio Araújo tirou Pablo e colocou Luan, para dar mais força para a marcação.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X INTERNACIONAL

Data: 4/12/2019 (quarta-feira)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Brasileiro, 37ª rodada
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Alex dos Santos e Éder Alexandre (ambos de SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Tchê Tchê, Vítor Bueno, Bruno Alves (São Paulo); Rodrigo Lindoso, Rafael Sobis, Victor Cuesta, Uendel (Internacional)
Cartões vermelhos:
Gols: Antony aos 15 do 1º tempo; Vítor Bueno aos 3, Guilherme Parede aos 24 do 2º
Renda e público: 30.822 e R$ 487.784,00

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Toró); Antony, Pablo (Luan) e Vítor Bueno (Liziero). Técnico: Márcio Araújo (auxiliar)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor (Rafael Sobis), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Nonato (D'Alessandro), Neilton (Nico López) e Guilherme Parede; Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

São Paulo