Topo

Caetano descarta queda de Zé Ricardo no Inter: "Aumentar nossos problemas"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

27/11/2019 22h59

Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol do Inter, descartou mudança na comissão técnica após a derrota por 2 a 1 para o Goiás, hoje (27), no Beira-Rio, pela 35ª rodada do Brasileiro. Segundo ele, uma alteração iria aumentar os problemas do clube.

"Uma coisa são os resultados, que não agradam ninguém. Mas não vamos aumentar nossos problemas. É isso que pensamos. Cabe a nós, aqui, com um vestiário de tristeza, frustração e vergonha, ser um porta-voz não só da direção, mas da comissão técnica e dos jogadores. Fomos incapazes de vencer e darmos um passo importantíssimo na busca por vaga na Libertadores. Mas temos a chance de nos recuperar fora de casa, e vamos viver um jogo de cada vez. Não vamos criar a possibilidade de aumentar nossos problemas, de trazer instabilidade. Não. Nosso desafio é exatamente o contrário, trazer tranquilidade para um momento que, mesmo longe do ideal, temos objetivos e foco definidos", disse o dirigente.

O Internacional perdeu para o Goiás em casa e a torcida protestou. Gritos contra jogadores e dirigentes ecoaram no entorno do Beira-Rio após o jogo. A queda de rendimento é evidente e dos últimos sete compromissos em casa, o time venceu apenas um.

"Nosso maior adversário no momento somos nós mesmos. A dificuldade de confirmar a vaga, de terminar o ano com este objetivo atingido. Depois fazemos um balanço do que foi bom e do que foi ruim e devemos melhorar", explicou. "Dentro de casa, de fato, a performance caiu bastante. Não está faltando entrega nem comprometimento. Não fomos capazes de vencer os adversários", completou.

Com Zé Ricardo no comando foram oito partidas, duas vitórias, três empates e três derrotas.

O Internacional encara o Botafogo no próximo sábado, fora de casa.

Internacional