Topo

UOL Esporte vê TV


Silas vê falta de gratidão de Renato Gaúcho: "Grêmio abriu as portas"

Renato Gaúcho durante jogo do Grêmio no Campeonato Brasileiro - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Renato Gaúcho durante jogo do Grêmio no Campeonato Brasileiro Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/11/2019 20h17

Depois de ver seu time ser derrotado por 1 a 0 pelo Flamengo em casa, o treinador Renato Gaúcho cobrou investimentos do clube para 2020 durante a entrevista coletiva após o jogo. O técnico chegou a afirmar que não continuará no comando do time em caso de diminuição de recursos. Hoje (18), no Futebol na Veia, Silas criticou a atitude de Renato, identificando uma dose de ingratidão nas declarações.

"Tem o que ele deu para o Grêmio na atual passagem, tem o que ele já tinha dado ao Grêmio como jogador - é o maior ídolo da história do time, mas o Grêmio abriu as portas para que ele seja o Renato treinador que a gente conhece hoje. Atualmente, ele é tão bom gestor quanto treinador, mas quando ele chegou ao Grêmio, ele só era bom com o vestiário. Fora dali, ele teria o mesmo espaço?", questionou o ex-jogador.

Na opinião de Silas, a cobrança de Renato não é inválida, mas não foi feita da melhor maneira possível. O ex-jogador entende que a conversa deveria acontecer internamente com a diretoria do Grêmio.

"Essa declaração dele poderia ser interna, pedir jogadores, é válido. [...] Algumas coisas devem ser colocadas no lugar. O Renato poderia mostrar mais gratidão pelo que o Grêmio deu para ele. Ele é frontal, fala tudo o que pensa, mas tem que ir com calma. Daqui a pouco, o Grêmio não pode pagar e vai mandar embora", completou.

UOL Esporte vê TV