Topo

Derrota para o Flamengo deixou marcas e sepultou ideias no Grêmio

Renato Gaúcho abortou ideias depois da derrota por 5 a 0 para o Flamengo pela Libertadores - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Renato Gaúcho abortou ideias depois da derrota por 5 a 0 para o Flamengo pela Libertadores Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • A derrota por 5 a 0 na semifinal da Libertadores deixou marcas no Grêmio.
  • Ao rever o Flamengo, o time terá cinco mudanças na escalação.
  • Além disso, ideias de jogo também deixaram de ser testadas depois do resultado em campo.

O Flamengo deixou marcas no Grêmio. Responsável por eliminar o Tricolor da Libertadores com uma goleada por 5 a 0, o time carioca desencadeou mudanças e abortou planos na equipe. O reencontro, amanhã (17), colocará frente a frente as equipes com o time gaúcho totalmente diferente.

Não foram apenas em nomes. A derrota para o Fla serviu para abortar ideias. Possibilidades que Renato Gaúcho imaginava para o time e deixou de fazer pelo que se apresentou no campo do Maracanã.

Paulo Miranda como lateral

No jogo de volta da semifinal da Libertadores, o Grêmio apresentou uma novidade: Paulo Miranda foi utilizado como lateral direito. A ideia era dar força defensiva à equipe, que enfrentaria o ataque mais positivo do país. O resultado mostra com clareza que não deu certo. Em diante, Renato não deu sequência ao plano, voltando a alternar sempre que possível Galhardo e Léo Moura.

Michel, Maicon e Matheus Henrique

Na ausência de Luan e Jean Pyerre, lesionados, Renato Gaúcho optou por Michel, Maicon e Matheus Henrique juntos. Não mudou a formação da equipe para três volantes, mas adiantou Maicon para trabalhar como meia. Outra atitude que mostrou-se pouco eficiente, já que numa bola perdida por ele nasceu um dos gols do Fla. Depois disso, a trinca de jogadores preferencialmente defensivos jamais foi utilizada novamente.

Necessidade de um centroavante

Até o jogo contra o Flamengo, o Grêmio tinha por prioridade ter um centroavante de ofício em campo. André recebia chances repetidamente, ainda que não mostrasse o melhor rendimento, por ter a característica da qual Portaluppi não abria mão. Depois do insucesso com ele como titular, o treinador passou a utilizar uma dupla móvel formada por Diego Tardelli e Luciano.

Cinco mudanças na escalação

Em relação ao jogo deste domingo, serão cinco mudanças. Kannemann, que serve à seleção argentina, dá lugar a David Braz. Paulo Miranda não atua e Galhardo será o lateral direito. Michel não deve começar, Darlan é quem joga. Matheus Henrique está com a seleção olímpica do Brasil e sai para entrada de Tardelli. Luciano comanda o ataque ao invés de André. Repetem presença apenas Paulo Victor, Geromel, Maicon, Cortez, Alisson e Everton.

Grêmio e Flamengo jogam em Porto Alegre, amanhã (17), às 16h (de Brasília), pela 33ª rodada do Brasileiro.

Grêmio