Topo

Bota pouco evolui com Valentim e rendimento preocupa mesmo fora da degola

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

12/11/2019 04h00

Insatisfeito com o desempenho do time sob o comando de Eduardo Barroca, o Botafogo demitiu o treinador e trouxe Alberto Valentim para o seu lugar. Já são sete jogos após a chegada do novo comandante e, até agora, a equipe pouco evoluiu em campo. Alguns medidores apontam um empate técnico entre os dois técnicos.

Com Eduardo Barroca, o Botafogo teve uma média de 3,5 finalizações certas por jogo. Além disso, o time mantinha uma média de 13 desarmes por partida. A grande diferença é que os resultados foram bons no primeiro turno e fizeram o Alvinegro jogar sem pressão por grande parte da temporada.

Alberto Valentim, por sua vez, não experimentou outro sentimento a não ser o da pressão. Com ele, a equipe apresenta uma média de finalização de 3,6 por jogo. E também uma pegada um pouco maior, o que resulta em 14,2 desarmes por partida.

Números à parte, o entendimento interno é que o rendimento do Botafogo não foi nada bom. Contra o Avaí, por exemplo, o time viu os visitantes dominarem grande parte do jogo, mesmo que as melhores oportunidades sejam dos donos da casa. As reações das arquibancadas não foram as melhores.

Com poucos minutos a torcida já demonstrava certa ansiedade e frustração a cada erro de seus atletas. Valentim foi até chamado de "burro" após substituir Rhuan, um dos que mostravam alguma coisa em campo. O fato é que o time não mostra um padrão de jogo e preocupa bastante seu torcedor.

Valentim admitiu que o clima no vestiário era de alívio após vencer o Avaí, mas que o time poderia ter jogado um futebol mais animador. O treinador, inclusive, chamou a responsabilidade para si e aproveitou para aliviar a barra dos jogadores.

"Vestiário depois que ganha é bom para caramba. A vitória é muito importante para nós somarmos. Como comandante, queria ter visto minha equipe jogar melhor, eu poderia ter feito um trabalho melhor hoje, substituído melhor. Mas estou muito feliz com a vitória, eles se entregaram, se doaram, conseguimos fazer o segundo gol para matar a partida", disse o treinador do Botafogo.

O resultado é fundamental para o Botafogo, que chega aos 36 pontos e pula para a 14ª posição no Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando visitará o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Botafogo