Topo

Valentim admite erro após ser chamado de "burro" no Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/11/2019 23h15

O Botafogo venceu o Avaí por 2 a 0 nesta segunda-feira e deixou a zona de rebaixamento. A fraca atuação da equipe, no entanto, mexeu com os brios da torcida, que não pensou duas vezes em xingar o técnico Alberto Valentim após o treinador sacar Rhuan, um dos poucos que vinham com bom desempenho.

Na coletiva de imprensa, o treinador admitiu que errou ao tirar Rhuan com pouco mais de dez minutos de segundo tempo. Foi nesse momento que ele ouviu o coro de "burro" das arquibancadas.

"Talvez eu tenha me precipitado um pouco e tenha sido um erro. Minha ideia era que Lucas Campos entrasse forte pelo lado direito e que o Valência marcasse muito forte para que não baixássemos mais a linha", disse o treinador.

Vale ressaltar que ele optou pela entrada de Lucas Campos, que sofreu o pênalti decisivo já no fim do jogo. O treinador, portanto, merece alguma consideração na mexida mesmo admitindo que tenha errado no momento de fazê-la.

Outro que entrou no segundo tempo foi Diego Souza. O camisa 7 foi barrado por Valentim e foi um pedido da torcida do Botafogo após o intervalo. O centroavante entrou bem e mudou o quadro do jogo. Ele segurou a bola e aliviou a pressão do Avaí. Além disso, ainda marcou o gol da vitória.

"O Diego e os demais jogadores serão sempre importantes para o Botafogo. Sempre. Não só o Diego Souza. Todos são importantes, iguais, até aqueles que não vieram. O Alex é supertranquilo, está readquirindo sua forma e foi um jogador que se entregou muito contra o Flamengo. Vem ganhando minutos nas pernas. Foi mais um jogo, mais minutos jogados, e essa semana cheia será importante para recuperar todos eles", finalizou.

O resultado é fundamental para o Botafogo, que chega aos 36 pontos e pula para a 14ª posição no Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando visitará o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Botafogo