Topo

Futebol


Mancini minimiza baixa produção do Atlético, elogia defesa e sonha com G-6

Do UOL, em Belo Horizonte

10/11/2019 20h18

Resumo da notícia

  • Cruzeiro e Atlético-MG fizeram clássico muito pobre no Mineirão e empataram por 0 a 0
  • Técnico elogiou postura da defesa, que passou a segunda partida sem levar gols após
  • Técnico acredita que Atlético não tem mais o peso nas costas e que ainda pode lutar pelo G-6
  • Empate deixou o Galo com 40 pontos, se aproximando da pontuação necessária para se manter na elite

O técnico Vagner Mancini revelou que ainda acredita que seu time pode alcançar uma vaga para a próxima Copa Libertadores. O treinador comentou sobre isso após o Atlético-MG empatar em 0 a 0 com o Cruzeiro, no clássico deste domingo, no Mineirão. Para o comandante, o fato de estar se aproximando da pontuação que garante o time na primeira divisão também o permite sonhar um pouco mais alto.

"Ainda é possível sonhar com Libertadores. A partir do momento que tiramos um peso das costas, podemos ser mais ofensivos e buscar pontos mais difíceis. Tudo é estudo momentâneo. Temos que vencer mais um jogo para respirar, pois passamos a pontuar de forma diferente. Porque não o sexto lugar? Difícil, sim. Mas é nossa obrigação lutar. Temos que dar ao torcedor, que nos incentivou, a luta e a guerra, que é marca do Galo", disse o treinador, que está a 10 pontos do Athletico-PR, hoje sexto colocado.

Sobre o clássico, Mancini viu o Atlético melhorar defensivamente ao conseguir parar o ataque celeste e sair de campo sem levar gols, algo que já havia acontecido no meio de semana, mas que tem sido pouco frequente no Brasileirão. Sobre o desempenho no ataque, o técnico reconheceu que seu sistema ofensivo não estava nos melhores dias.

"O Atlético poderia jogar um pouco mais. Mas entendo que é um clássico em que as equipes tentariam somar pontos. A equipe fez bom jogo defensivamente, marcando bem Fred e Thiago Neves. Nos outros jogos, saímos chateados com um e outro com erros de posicionamento e saída de bola. Mas hoje eles foram importantes", acrescentou.

Apesar de estar pensando grande, o primeiro objetivo no Atlético neste momento continua sendo escapar da ameaça de rebaixamento. Com o empate, o Galo chegou aos 40 pontos e se aproximou um pouco mais da pontuação considerada suficiente para não ser rebaixado.

"Mais uma vitória nos faz respirar da tabela e sair dessa turma que quer nos agarrar e a partir disso, buscar pontos que podem nos levar a outra meta. Fica difícil falar sobre metas. Mas foi importante o ponto de hoje, pois nos dá chance de chegar aos 40. Mas internamente pensamos em outra meta", concluiu.

Futebol