Topo

Futebol


Cruzeiro e Atlético-MG fazem jogo de poucas chances e empatam sem gols

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

10/11/2019 17h52

Em um jogo sem muita inspiração dos dois lados, Cruzeiro e Atlético-MG empataram por 0 a 0 na tarde de hoje no Mineirão. O confronto era válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019.

Com o resultado, a Raposa chega a 35 pontos e se garante por mais uma rodada ao menos fora da zona de rebaixamento. O time pode ser ultrapassado pelo Botafogo, mas ultrapassa o Fluminense, derrotado pelo Internacional. O Galo chega a 40 pontos e fica cada vez mais distante de uma queda para a Série B do Brasileirão.

O melhor: Orejuela

Orejuela fez uma partida segura na tarde de hoje, no Mineirão. O lateral direito impediu que Rómulo Otero criasse chances de balançar as redes. Ele ainda teve participação importante nas investidas de sua equipe pelos lados do campo. O colombiano foi, sem dúvida, o principal nome do confronto válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os piores: Marquinhos Gabriel e Juan Cazares

Uma dupla, sem dúvida, foi a pior em campo na tarde de hoje: os meias Marquinhos Gabriel e Juan Cazares. Escalados com a incumbência de criar jogadas, ambos decepcionaram enquanto estiveram em campo. O ponta do Cruzeiro entrou aberto pelo lado esquerdo e foi presa fácil para a boa marcação de Patric durante o primeiro tempo do duelo. Ele foi substituído no intervalo do jogo para a entrada de David. Juan Cazares pouco acrescentou enquanto esteve em campo. O equatoriano jogou centralizado, mas teve muitas dificuldades para criar chances e municiar os seus companheiros do setor.

Com a família no Mineirão, Thiago Neves volta a ser vaiado

Thiago Neves voltou a ter uma atuação apagada no Cruzeiro. Pouco inspirado, ele acabou substituído por Ezequiel no segundo tempo do confronto. Ao deixar o gramado, recebeu vaias da torcida que compareceu ao Mineirão. Os protestos ocorreram justamente no dia em que os filhos do craque e a mãe deles, Marcella Di Biase, estavam no espaço. Todos foram devidamente uniformizados e usaram camisas com o nome do meia-atacante.

Cruzeiro mantém a bola, mas cria poucas chances

O Cruzeiro teve mais a posse de bola que o Atlético durante o clássico de hoje. Os comandados de Abel Braga trabalharam bem a bola, mas encontraram dificuldades para criar chances de marcar. Thiago Neves, Robinho e Marquinhos Gabriel tiveram atuações apagadas e pouco acrescentaram ao setor ofensivo. Fred, inoperante, pouco apareceu no jogo ocorrido em Belo Horizonte. O dono da camisa 9 quase fez de cabeça, mas vacilou na ocasião.

Atlético aposta em contra-ataques e bola parada

O volume de jogo apresentado na vitória sobre o Goiás, na quarta-feira passada, não foi nem de perto o que o Galo fez na tarde de hoje, diante de seu arquirrival. Com menos posse de bola e uma postura defensiva, a equipe se baseou em contra-ataques para levar perigo ao gol adversário. Rómulo Otero foi quem se responsabilizou pela bola parada ao lado de Juan Cazares. A dupla, porém, não conseguiu incomodar o goleiro Fábio. Em um lance de contra-ataque, ainda no primeiro tempo, o time teve a sua melhor chance. Fábio Santos acertou a trave na ocasião.

Polícia usa spray de pimenta para apartar confusão na torcida do Atlético

No intervalo do jogo entre Cruzeiro e Atlético, na tarde de hoje, no Mineirão, membros da Polícia Militar tiveram que usar spray de pimenta para apartar uma confusão entre torcedores do time visitante. O problema aconteceu durante o período de descanso dos atletas. No decorrer do problema, alguns torcedores - incluindo idosos e crianças - tiveram que deixar o espaço para ir em direção aos corredores. A situação foi contornada após a chegada da tropa de choque da Polícia Militar.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO x ATLÉTICO-MG

Motivo: 32ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 10/11/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartão amarelo: Henrique (Cruzeiro); Fábio Santos (Atlético-MG)

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique, Éderson, Thiago Neves (Ezequiel), Marquinhos Gabriel (David) e Robinho (Pedro Rocha); Fred. Técnico: Abel Braga.

ATLÉTICO: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Ramon Martínez (Marquinhos), Luan, Juan Cazares (Bruninho) e Rómulo Otero; Franco Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Vagner Mancini.

Futebol