PUBLICIDADE
Topo

Grêmio aclama Romildo Bolzan Jr. presidente e confirma reeleição até 2022

Romildo Bolzan Jr. está à frente do Grêmio desde 2015 - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Romildo Bolzan Jr. está à frente do Grêmio desde 2015 Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

29/10/2019 19h53

O Grêmio aclamou Romildo Bolzan Jr. como presidente até o final de 2022. Em reunião no Conselho Deliberativo do clube, hoje (29), o atual mandatário teve confirmada a reeleição por mais três anos. A cerimônia concluiu um longo processo interno que costurou acordo político, consulta à APFUT (Autoridade Pública de Governança do Futebol) e assembleia geral de sócios que aprovou mudanças no estatuto.

A posse do novo mandato acontece em 16 de dezembro.

A reunião no Conselho Deliberativo apresentou a única chapa que foi inscrita para eleição. O protocolo concluiu uma jornada de construção política que durou mais de seis meses. Romildo Bolzan Jr. renova o mandato pela segunda vez.

Caso uma chapa de oposição fosse apresentada, a eleição poderia chegar aos sócios. A votação popular dependeria de uma cláusula de barreira de 20% dentro do Conselho. Sem ninguém para concorrer, Bolzan foi aclamado.

Os sócios, contudo, participaram de plebiscito para ajuste do estatuto. A reforma no texto serviu de amparo jurídico para a reeleição do dirigente.

O UOL Esporte mostrou à época que o Grêmio montou uma comissão para analisar o estatuto e consultou a APFUT sobre a reeleição. O entendimento apresentado pelos dirigentes é que Bolzan se reelegeu pela primeira vez, ao final de 2016, ainda com o antigo estatuto.

Romildo Bolzan Jr. está à frente do Grêmio desde janeiro de 2015, quando sucedeu Fábio Koff no cargo de presidente do clube gaúcho.

Grêmio