Topo

Mais uma boa atuação credita Igor Gomes, enfim, a titular do São Paulo?

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

21/10/2019 04h00

Pela quinta vez consecutiva, Igor Gomes entrou no decorrer de uma partida do São Paulo e teve importante participação na melhora do rendimento da equipe. Tal sequência faz a torcida desejar vê-lo entre os titulares. Ontem, no Morumbi, na vitória por 1 a 0 sobre o o Avaí, o público comemorou bastante quando o jovem, de 20 anos, foi chamado para substituir Bruno Alves. No entanto, ainda não é certo que ele vai estar entre os 11 no jogo do próximo domingo (27), contra o Atlético-MG.

O garoto mantém o discurso positivo, ainda que Fernando Diniz o segure entre os reservas por ora. "Acho que venho trabalhando forte no dia a dia e, quando entro, seja se for um minuto, cinco minutos ou os 90 minutos, vou dar meu melhor. Sempre tento mudar o jogo e, se já está bom, quero melhorar ainda. Esse é o papel de quem está no banco. Acredito que venho tendo bons resultados nos jogos", afirmou o meia.

Não é que esteja conformado, porém, com sua condição. "Sempre me vejo como titular. Tenho de me ver como titular, porque sou atleta e quero sempre jogar, mas estou bem tranquilo. O Diniz dá muita confiança, ele sabe o melhor momento para mim, Quando ele achar que deve me colocar de titular vai por e vou tentar corresponder da melhor maneira possível", completou o meio campista.

A torcida aguarda ansiosamente, como vemos:

Diniz justifica o banco

O treinador do Tricolor paulista foi questionado se Igor Gomes deve ganhar uma oportunidade. Há cinco meses ele não começa uma partida entre os 11 - sendo o último jogo como titular no dia 22 de maio, contra o Bahia, pela Copa do Brasil. Para o comandante, é importante ter uma opção para a equipe melhorar a produção no decorrer dos confrontos.

Ele está crescendo cada vez mais, não o considero reserva, considero o como um dos nossos titulares. Ele tem sido uma opção constante para mim. Ter ele no banco para entrar durante o jogo também é muito bom, porque ele vive um grande momento. Eu achei que o melhor time que poderíamos ter foi o que entrou em campo hoje como titular
Fernando Diniz, justificando-se

Chances perdidas

Durante o confronto de ontem, o São Paulo também chamou a atenção pela falta de precisão na hora do arremate. Alexandre Pato, por exemplo, perdeu uma chance clara pouco antes de Arboleda marcar. O atacante recebeu passe de Antony e, sem goleiro, mandou para fora. A torcida criticou bastante o jogador, que foi o último do elenco a deixar o estádio por ter realizado o exame antidoping.

"Realmente dispensa comentários o talento dele [Pato], e temos certeza que ele vai virar esse momento. Sabemos que ele está sendo cobrado pela falta de gols, mas se movimentou bem. Faltou colocar uma ou duas bolas para dentro do gol", amenizou Diniz.

Quem desfalca e quem está pendurado contra o Atlético-MG

Na tentativa de se manter no G4, no próximo domingo (às 16h), Diniz não poderá contar com Luan e Daniel Alves, ambos receberam o cartão amarelo ontem e vão ter de cumprir suspensão automática. Estão pendurados com dois amarelos na competição: Anderson Martins, Liziero, Tchê Tchê, Igor Gomes e Pablo.

Anderson Martins (dores no joelho), Juanfran (contratura muscular) são dúvidas. Os atacantes Rojas (cirurgia no joelho), Everton (lesão no joelho), Toró e Pablo (ambos com lesões musculares) devem ser desfalques.

Quem deve sair para Igor Gomes entrar?

Resultado parcial

Total de 1404 votos
6,55%
 Érico Leonan / saopaulofc.net
25,00%
Marcello Zambrana/AGIF
38,11%
Marcello Zambrana/AGIF
15,46%
Marcello Zambrana/AGIF
14,89%
Marcello Zambrana/AGIF
Total de 1404 votos

Opinião dos blogueiros

PVC

"O São Paulo prossegue tendo o pior ataque de sua história, apenas 47 gols em 51 partidas na temporada. Apesar disso e de vencer o Avaí por apenas 1 a 0, num jogo sem sal nem açúcar, o São Paulo demonstra evolução."

Menon

"As vitórias do São Paulo trazem alívio e nunca euforia. São acompanhadas de Ufas e não de Obas. Os minutos finais são tensos, mesmo quando o adversário não ataca. A transição é lenta, pelo meio. E melhora com Igor Gomes. Precisa e merece jogar mais."

São Paulo