Topo

Futebol


São Paulo engrena no 2° tempo, vence Avaí e entra no G4 do Brasileirão

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

20/10/2019 17h57

Depois de fazer um primeiro tempo sonolento mesmo com um jogador a mais desde os 22 minutos, o São Paulo se recuperou e conseguiu vencer o Avaí por 1 a 0, hoje (20), no Morumbi. O time da casa engrenou após Igor Gomes entrar no lugar de Bruno Alves. O triunfo serviu para recuperar o moral do Tricolor paulista, que havia perdido do Cruzeiro na rodada anterior do Brasileiro e tinha saído vaiado na etapa inicial no confronto desta tarde, e agora voltou ao G4.

A equipe do técnico Fernando Diniz passou a somar 46 pontos na tabela de classificação do nacional, aproveitando, assim, a oportunidade para ficar à frente do Corinthians - que foi derrotado ontem, pelo Cruzeiro, e mantém 44 pontos. O Tricolor paulista volta a jogar no próximo domingo, contra o Atlético-MG. O Avaí, lanterna com 17, recebe o Palmeiras no mesmo dia.

Apesar de dominar as ações desde o início do confronto, o São Paulo tinha dificuldade para furar o bloqueio adversário e finalizar. Os catarinenses se seguraram e em poucos momentos deram trabalho para o Tiago Volpi. Já no segundo tempo, o time reagiu e marcou com Arboleda, que completou o seu jogo de número 100 pelo Tricolor.

Quem foi bem: Daniel Alves

Ele chamou a responsabilidade. O camisa 10, escalado inicialmente na lateral, mas se deslocando pelo campo todo, correu muito, estava presente na maior parte das jogadas de ataque da equipe e ainda ajudou na marcação. De quebra, foi responsável pelas bolas paradas e deu a sua segunda assistência para um companheiro fazer um gol pelo Tricolor.

Quem foi mal: Brenner

Se a tarefa do Avaí já era difícil pela situação do time na tabela, ficou ainda mais após a expulsão de Brenner, que deixou a equipe com uma menos desde os 22 minutos do primeiro tempo. O lance foi avaliado pelo VAR. Com isso, o time comandado por Evandro perdeu a referência no setor ofensivo e focou suas atenções na defesa para tentar arrancar um empate em pleno estádio do Morumbi.

Igor Gomes muda o jogo

O jovem atleta do São Paulo jogou apenas 45 minutos, mas foi o suficiente para mudar a partida e dar "outra cara" a o time, que emperrava na falta de criação no meio-campo. Os primeiros dez minutos da segunda etapa já mostraram a importância de Igor Gomes, com o tricolor abrindo o placar, depois de Pato perdendo uma chance claríssima de marcar.

Pato perde chance incrível

Aos quatro minutos do segundo tempo, o atacante Alexandre Pato perdeu um dos gols mais fáceis de toda a temporada. Após bela jogada do meio campo tricolor, Antony deixou o atacante na frente do gol, sem goleiro, precisando apenas empurrar para as redes; porém, um erro de pontaria fez com que o jogador chutasse para fora, gerando desespero nas arquibancadas do Morumbi. A sorte do atacante é que o zagueiro Arboleda abriu o placar para o São Paulo logo na sequência, "aliviando" a barra do companheiro de equipe.

Desfalques e mudanças

Diniz promoveu diversas mudanças na equipe do São Paulo. Sem contar com Juanfran (contratura muscular) e Reinaldo (suspenso por receber o terceiro cartão amarelo), o técnico deslocou Daniel Alves do meio de campo para a lateral direita. Já Léo Pelé ganhou a vaga na ala esquerda. Hernanes, que teve rendimento abaixo do esperado nos últimos jogos, começou o duelo no banco de reservas, enquanto Vitor Bueno ganhou uma chance entre os 11.

100 vezes Arboleda

A partida foi especial para o equatoriano. O zagueiro completou a sua partida de número 100 com a camisa do São Paulo. Indicado por Rogério Ceni, ele acabou não sendo comandado pelo ex-goleiro. O defensor fez a sua estreia pelo clube no dia 9 de julho de 2017, no clássico com o Santos, quando marcou o seu primeiro gol pelo Tricolor paulista na derrota por 3 a 2.

Visita especial e homenagem a Cafu

Melhor jogador do mundo em 2007, Kaká esteve no Morumbi para acompanhar a partida contra o Avaí. O ex-jogador conversou com os atletas do Tricolor paulista, com o técnico Fernando Diniz, e com superintendente de relações institucionais, Diego Lugano, e o executivo de futebol, Raí. Capitão da seleção brasileira na conquista do pentacampeonato, em 2002, e campeão mundial de clubes pelo Tricolor, Cafu também esteve no estádio e foi homenageado. Ele recebeu uma placa e uma camisa em referência aos 30 anos de sua estreia pelo time.

Atuação do São Paulo

Aplicado taticamente, o Tricolor paulista teve mais posse de bola e dominou as ações desde o início do jogo. A equipe partiu para o ataque. Porém, faltava velocidade, atenção para o último toque e arrojo para finalizar. Após a expulsão de Brenner, sobrou ainda mais espaço para os donos da casa avançarem com a bola.

Atuação do Avaí

Veio para São Paulo disposto a se segurar na defesa e tentar surpreender em uma única jogada. Dessa forma, os visitantes permitiam que o Tricolor pressionasse desde os primeiros instantes. Com a expulsão de Brenner, ainda na etapa inicial, a situação ficou muito complicada para os catarinenses, que se retraíram mais.

História do jogo

O jogo começou como já era o esperado, com o São Paulo pressionando o Avaí e tentando tomar conta das ações ofensivas. A intensidade do time já foi apresentada ao torcedor nos primeiros dois minutos, quando o tricolor teve duas chances reais de abrir o placar no estádio do Morumbi.

Após 22 minutos em campo, os donos da casa ficaram com um jogador a mais após expulsão de Brenner e tiveram ainda mais o controle da partida, já que o adversário catarinense abriu mão do ataque para melhorar o sistema defensivo.

No entanto, a posse de bola e a intensidade dos jogadores de ataque não eram resumidas em chances claras de gol, muito pela forte marcação do Avaí e pela falta de arremates de fora da área.

Percebendo a falta de criatividade, Fernando Diniz fez uma substituição ousada, tirando o zagueiro Bruno Alves, que já estava amarelado e colou o meia Igor Gomes, que teve poucas chances na época que o tricolor era comandado pelo técnico Cuca.

A alteração deu o resultado esperado e o time passou a ser mais objetivo. Antes de ver as redes balançarem, a torcida sofreu com Pato. Aos 4, Antony cruzou para o camisa 7, que sem goleiro, mandou para fora. Pouco depois, aos 5, veio o alívio. Daniel Alves cobrou o escanteio, Arboleda subiu mais do que os adversários e marcou de cabeça. O time ainda teve mais algumas boas chances, como em cobrança de falta com Daniel Alves, aos 21 e com Alexandre Pato, aos 33 minutos, que não marcou por causa de uma grande intervenção do goleiro Vladimir.

A torcida

Apesar da partida deste domingo ser em um horário bom para o público, a torcida não compareceu em peso no Morumbi, reflexo do desempenho inconstante da equipe durante toda a temporada de 2019.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 AVAÍ

Campeonato Brasileiro da Série A - 27° rodada
Data
: 20 de outubro de 2019, domingo
Local: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Rodolpho Toski Marques (PR)
Cartões amarelos: Bruno Alves, Antony, Luan e Daniel Alves (São Paulo); Richard Franco(Avaí)
Cartão vermelho: Brenner (Avaí)
Gol: Arboleda, aos cinco minutos do segundo tempo
Público e renda: 20.763 e R$ 714.527,00

São Paulo: Tiago Volpi; Dani Alves, Bruno Alves (Igor Gomes), Arboleda e Léo; Luan, Tchê Tchê e Liziero (Hernanes), Antony, Pato (Raniel) e Vítor Bueno. Técnico: Fernando Diniz.

Avaí Vladimir; Lourenço, Betão, Ricardo e Paulinho (Julinho); Luanderson, Richard Franco, Matheus Barbosa (Marquinhos Silva), Luan Pereira (Douglas); Vinicius Araújo e Brenner. Técnico: Evando.

Futebol