Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Carille cita Gabigol em crítica ao elenco, e diretor diz: falta dinheiro

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

10/10/2019 23h22

Resumo da notícia

  • Técnico diz que Corinthians tentou Gabigol, Rodriguinho e Róger Guedes no início do ano
  • Ideia era ter um jogador que "resolvesse", e a falta dele explica declaração de Boselli
  • Ontem, Boselli disse que Corinthians cria poucas chances para seus centroavantes
  • Duílio Monteiro Alves acha que o time tem jogadores decisivos, mas estão em má fase
  • Sem dinheiro para nomes como os três citados, Davó, do Guarani, está "bem encaminhado"

Questionado sobre a insatisfação do atacante Boselli, que disse nesta semana ter poucas oportunidades de gol por causa do funcionamento do time do Corinthians, o técnico Fábio Carille afirmou que não conta em seu elenco com um jogador dessa característica, de criar chances para um centroavante definir. Ele citou até mesmo Gabigol, hoje artilheiro do futebol brasileiro pelo Flamengo, como tentativa de reforço para 2019 que deu errado e atrapalhou o planejamento da temporada.

"O clube tentou, o Andrés falou de contato com Gabigol, Rodriguinho e Róger Guedes. Com o Boselli precisamos de jogadores mais agudos para a bola chegar na área. Ele sabe terminar muito bem, se posiciona bem. Mas o Corinthians, pela sua situação financeira, não conseguiu jogadores que jogam perto do 9 e incomodem mais. Isso que falta para nós hoje", analisou o comandante corintiano.

Marcello Zambrana/Agif
Imagem: Marcello Zambrana/Agif

Carille citou a busca por um jogador que "pisa a área" para 2020 em mais de uma oportunidade na entrevista após o empate em casa com o Athletico-PR. Ele disse que uma parte boa da má fase é mostrar os problemas do time. "Jogadores qualificados que resolvem não tem muito. E quando tem são muito caros."

O assunto da falta de "jogadores qualificados que resolvem" foi levado ao diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves: "Entendo que nosso grupo tem jogadores que resolvem, mas que não passam por um bom momento, mas que já resolveram outras vezes, tanto aqui como em outros clubes. Se você pegar Love, Boselli e vários outros são jogadores decisivos. Trabalhamos para reforçar no ano que vem, mas se tivermos a possibilidade de trazer um jogador de renome, claro, sem fazer loucura, vamos atrás."

O problema foi dinheiro.

"Os valores oferecidos pelo clube e o tempo de contrato não encaixaram e a gente entendeu que não foi possível. Faltou dinheiro. O Rodriguinho realmente não houve nada. O treinador gosta, a gente gosta, mas ele foi comprado pelo Cruzeiro do time do Egito. O Corinthians não entrou nessa briga. O caso do Gabriel era empréstimo e o Rogér Guedes está jogando na China, ganhando um salário alto. Fizemos a nossa obrigação que é tentar. Tentamos reforçar o elenco", relatou o dirigente.

Davó está "bem encaminhado", diz Duílio

Atacante do Guarani na Série B do Brasileirão tem conversas avançadas com o Corinthians para 2020 - Letícia Martins/Guarani Futebol Clube
Atacante do Guarani na Série B do Brasileirão tem conversas avançadas com o Corinthians para 2020
Imagem: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube

O primeiro reforço do Corinthians para 2020 deverá ser o atacante Matheus Davó, revelação do Guarani na Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador de 20 anos é tratado como grande promessa no Parque São Jorge.

"Já trouxemos muitos jogadores como aposta e deram certo, deram retorno para o clube dentro e fora de campo. Hoje, temos muitas apostas aqui. Agora, em algumas oportunidades que aparecerem, o Corinthians entende que é importante. (Davó) Está bem encaminhado. Tivemos algumas conversas, mas ainda não está fechado. Estamos trabalhando em cima disso. É um momento que eu, como diretor, tenho que pensar no futuro. Trabalhamos mais quietos, vamos dizer assim. Estamos em uma reta final de campeonato, mas não é hora de falar muito sobre isso", sentenciou Duílio.

Corinthians