PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Apresentação de Bruno tem filha no colo e censura à TV local

Bruno foi contratado como reforço do clube para o  Módulo 3 do Campeonato Mineiro - Franco Júnior/UOL
Bruno foi contratado como reforço do clube para o Módulo 3 do Campeonato Mineiro Imagem: Franco Júnior/UOL

Franco Júnior

Colaboração para o UOL, em Poços de Caldas (MG)

05/10/2019 13h22

Resumo da notícia

  • Goleiro Bruno foi apresentado ao Poços de Caldas, de Minas Gerais, na manhã deste sábado (5)
  • Contrato do jogador vai até 2020, mas pode ser esticado
  • Bruno falou à imprensa apenas sobre futebol. Assessoria do jogador disse que perguntas sobre outros temas seriam ignoradas
  • Jogador pegou a filha no colo e falou em "novo eu" para conquistar a torcida
  • TV local, Alterosa, foi impedida de participar da coletiva pela advogada do goleiro

O goleiro Bruno foi apresentado oficialmente na manhã deste sábado (5) pelo Poços de Caldas, de Minas Gerais. Em seu primeiro contato com a comissão técnica do time, o atleta falou sobre recomeço, motivação e em mostrar "novo eu" para conquistar o carinho dos torcedores.

A estreia do goleiro pelo novo time deve acontecer ainda neste sábado: o Vulcão enfrenta o Independente de Juruaia em um amistoso às 15h, no Estádio Benedito Bandola de Oliveira, em Poços de Caldas.

Pouco antes de começar a coletiva imprensa de apresentação, a advogada do goleiro censurou a local TV Alterosa, filiada do SBT, ao impedir o veículo de fazer perguntas e até de posicionar o microfone sobre a mesa para captação de áudio. Foi a Alterosa quem divulgou as imagens de Bruno no bar no horário em que ele deveria estar trabalhando, conforme o regimento do Sistema Prisional. Depois da reportagem, ele foi condenado por falta grave e teve de voltar ao regime fechado.

Em julho, Bruno conseguiu autorização judicial para voltar ao regime semiaberto. Ele cumpre pena pelo assassinato da ex-namorada Eliza Samudio, que aconteceu em 2010. A estreia no novo time foi autorizada pelo juiz Tarcísio Moreira de Souza, da Vara de Execuções Penais de Varginha, cidade onde o jogador vive. Como condição para que Bruno atue pelo clube, a decisão pede que ele saia de casa às 6h e retorne, no máximo, às 21h, em caráter excepcional. A cada partida que o jogador disputar, a autorização deverá ser renovada.

Motivação e combustível

Bruno abriu a coletiva de imprensa comentando a expectativa que as pessoas têm de vê-lo em campo. Ele diz acreditar que ainda pode ser o mesmo goleiro dos tempos de Flamengo, Atlético-MG e Corinthians.

"Jogar futebol é igual andar de bicicleta, a gente nunca esquece. Estou muito motivado e sei que voltar ao alto nível é uma questão de trabalho a longo prazo. Voltar ao futebol é algo desafiador, pois as pessoas esperam que eu seja o mesmo goleiro da época de Flamengo, Atlético-MG e Corinthians. Todo o recomeço é difícil, por isso é preciso ter calma e paciência. Meu objetivo é crescer junto com o clube", contou.

Conquistar a torcida

A contratação do goleiro é alvo de críticas dos moradores de Poços de Caldas desde que o anúncio foi feito pelo clube. O time mineiro é o segundo em que Bruno atua desde o crime. Ele jogou pelo também mineiro Boa Esporte, em 2017, e foi bastante criticado pelos torcedores à época. Ele relembra:

"Pela primeira vez, pude sair de Varginha. Havia muita crítica no início por lá, mas consegui conquistar as pessoas. Espero conseguir fazer isso em Poços de Caldas e isso será possível quando eu puder mostrar meu novo eu a elas", disse.

Contrato até janeiro de 2020

Ainda durante a coletiva de imprensa, Bruno revelou que seu contrato com o Poços de Caldas vai até janeiro de 2020. Isso porque a contratação mira um reforço para a disputa do Módulo 3 do Campeonato Mineiro, que começa apenas no segundo semestre do ano que vem.

goleiro bruno - Franco Júnior - Franco Júnior
Bruno espera retomar alto nível de futebol e conquistar torcedores do Poços de Caldas
Imagem: Franco Júnior

"Tenho contrato até janeiro de 2020 e depois é preciso ver com o presidente. Algumas questões jurídicas podem mudar entre janeiro e fevereiro do ano que vem e pode ser que eu me mude para Poços de Caldas".

Em entrevista ao UOL Esporte, o presidente do Poços de Caldas, Paulo César Silva, revelou que existe uma cláusula no contrato para que ele possa ser "esticado" se necessário.

"O contrato dele vai até janeiro de 2020, mas, para ficar, vai depender do time e do desempenho da equipe. Entretanto, há uma cláusula no contrato que pode esticar esse período. É um desejo meu que ele continue no clube até 2022", afirmou.

Paulo César Silva não quis revelar quanto o novo goleiro vai ganhar, mas destacou a existência de parceiros para contribuir com os pagamentos.

Galinha Pintadinha

Na hora de receber a camisa do clube das mãos do presidente, Bruno demorou alguns instantes para levantar. Ele estava com a filha, Isabela, no colo e a menina estava entretida com a música da Galinha Pintadinha.

Só futebol e TV censurada

Antes do início da coletiva de apresentação do goleiro Bruno e de outros dez atletas, a assessoria de imprensa do Poços de Caldas avisou que o jogador responderia a perguntas apenas sobre futebol e que questões que fugissem ao tema seriam ignoradas.

Também instantes antes da entrevista, a TV Alterosa foi impedida de participar da coletiva pela advogada do goleiro, o que causou constrangimento aos profissionais da imprensa e, até mesmo, a Bruno, que ao final da apresentação, se desculpou.

"Gostaria de pedir desculpas pelo que ocorreu. É apenas uma questão com a TV que está sendo resolvida judicialmente [por conta de reportagens passadas]. Peço desculpas a todos por isso e peço desculpas a você [repórter], conheço seu trabalho e sei que é uma excelente profissional", disse.

Futebol