Topo

Série B - 2019


Empresa que administrava Figueirense tenta tirar time da Série B; CBF nega

Jogadores do Figueirense em ação durante partida contra o Sport - Matheus Dias/FFC
Jogadores do Figueirense em ação durante partida contra o Sport Imagem: Matheus Dias/FFC

Marcello De Vico e Thiago Braga

Do UOL, em Santos e São Paulo

24/09/2019 11h37

Resumo da notícia

  • Elephant enviou comunicado pedindo para Figueirense deixar a Série B
  • CBF diz que documento não tem validade porque a empresa não é filiada
  • Clube diz que encaminhará a documentação para desmentir a intenção
  • Figueirense tranquilizou a torcida e voltou a convocá-la para jogo de hoje

A guerra entre o Figueirense e a Elephant ganhou novos capítulos na manhã de hoje (24). A empresa, que até a semana passada administrava o futebol do clube catarinense, entrou com pedido na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em nome da agremiação, solicitando o abandono da Série B do Campeonato Brasileiro. A informação foi divulgada inicialmente pelo site Globoesporte.com e confirmada pela UOL Esporte.

Em contato com o blog Lei em Campo, a CBF admite que recebeu o pedido, mas alega que o documento não tem validade, uma vez que a empresa não é filiada à entidade - e sim o Figueirense.

Vale lembrar que, de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo e hoje presidente interino do Conselho Administrativo do Figueirense, Francisco de Assis, a Elephant não administra o clube desde quinta-feira (19), quando foi assinado o rompimento do contrato.

O Figueirense, por sua vez, fez questão de tranquilizar a torcida e informou que entra em campo normalmente na noite de hoje (24), contra o líder Bragantino, no Orlando Scarpelli. Em nota oficial, o clube informou que "a equipe jurídica encaminhará à CBF toda a documentação necessária para desmentir a intenção de desistir da disputa".

"O clube comunica ainda que nunca cogitou a desfiliação ou o abandono do Campeonato Brasileiro. O jurídico do clube analisa o caso", acrescenta a nota do Figueirense.

Foi publicada no site oficial do Figueirense, inclusive, a decisão judicial que confirma que todos os atos praticados por Claudio Honigman a partir das 18h30 do último dia 20 (sexta-feira) são ineficazes - entre eles, o pedido de abandono da Série B.

Em caso de abandono da competição, o Figueirense ficaria suspenso por dois anos de qualquer outra competição coordenada pela CBF e só poderia voltar a atuar na Série D.

Em entrevista coletiva concedida ontem (23), Francisco de Assis informou que Cláudio Honigman chegou a pedir uma indenização para que assinasse a quebra do contrato.

"Firmamos um documento na quinta-feira e veio a nota conjunta. Mas fomos surpreendidos com algumas exigências. Ele pediu R$ 3 milhões. Procuramos fazer algo que fosse bom para todos, principalmente para o clube que está acima de tudo", afirmou o presidente.

Veja as notas do Figueirense:

O Figueirense Futebol Clube informa que não foi comunicado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre o pedido feito pelo ex-presidente, Claudio Honigman, de abandonar a disputa do Campeonato Brasileiro.

Nas próximas horas, a equipe jurídica do clube encaminhará à CBF toda a documentação necessária para desmentir a intenção de desistir da disputa.
O clube comunica ainda que nunca cogitou a desfiliação ou o abandono do Campeonato Brasileiro. O jurídico do clube analisa o caso.

Tranquilizamos a Nação Alvinegra e informamos que a partida desta noite, contra o Bragantino, no Estádio Orlando Scarpelli, está confirmada. Contamos com a presença e o apoio de nossa imensa e apaixonada torcida.

Em virtude da divulgação de notícias de que o Sr. Cláudio Honigman teria comunicado à CBF que o Figueirense abandonaria a Série B do Campeonato Brasileiro, comunicamos a todos, desde já, que na data de ontem (23/09/2019) foi proferida decisão judicial decretando-se a ineficácia de todos os atos por ele praticados na gestão do clube a partir das 18h30 do dia 20/09/2019, incluindo-se aí referida comunicação de abandono.

Além disso, restou determinado ao Sr. Cláudio Honigman que entregue à Associação Figueirense, imediatamente, todos os documentos e senhas que tenha relacionadas ao clube, sob pena de multa diária. Os ofícios de comunicação da decisão à Federação Catarinense de Futebol e à Confederação Brasileira de Futebol já foram expedidos e estão pendentes de cumprimento por Oficial de Justiça.

Reafirmamos o nosso compromisso com a torcida alvinegra de que o clube seguirá sua retomada, a iniciar pelo jogo de hoje, às 21h30, contra o Bragantino.

Maiores esclarecimentos serão prestados no decorrer do dia.

Relembre: Em agosto, jogadores do Figueirense não entraram em campo contra Cuiabá e perderam por WO

Gols UOL Esporte