PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Demora no VAR após gol irrita Inter em eliminação: "Esfriou o jogo"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2019 09h00

A demora para análise do gol que abriu o placar no empate com o Flamengo, no jogo de volta das quartas de final da Libertadores, irritou o Internacional. Atrás do segundo, que poderia levar a decisão aos pênaltis, o Colorado queria recomeçar a partida rapidamente e entende que a paralisação prejudicou o time.

Foram aproximadamente sete minutos entre o gol de Rodrigo Lindoso e o recomeço do jogo. A arbitragem foi acionada pelo VAR e olhou a reprise do gol para ver uma eventual interferência de Rodrigo Moledo, que estava impedido, na jogada. Com o entendimento de que ela não aconteceu, o placar foi oficialmente aberto.

Mas a ideia do Inter era transformar o ambiente para tentar marcar o segundo gol em seguida. Com a parada, entende que foi prejudicado.

"Realmente, se fizer o gol e o jogo ficar sete minutos parado, traz uma irritabilidade para o ambiente. Se perde o ímpeto. Um gol não valeria três, mas inverteria uma situação anímica. E foi o que aconteceu. E aí justamente para. Eles falam que têm que rever todos os gols. Mas o gol foi limpo. Mas faz parte do protocolo. Dentro do processo de melhora, esta é uma situação que daqui a pouco vai melhorar. Não pode ficar tanto tempo parado assim. Realmente esfriou o jogo", disse o técnico Odair Hellmann.

Autor do gol, Rodrigo Lindoso até evitou comemorar antes de esperar a revisão do lance pelo árbitro de vídeo.

"A verdade é que eu tenho 30 anos e sou muito consciente. Não adiantava fazer um alvoroço se ia ter o que teve [revisão]. Sete minutos [para revisar o lance] é ridículo. O árbitro ficou procurando alguma coisa, querendo achar onde não tinha. Tive que ser contido. É o ônus do VAR, ele teria que revisar. Fiquei esperando para ver a definição. A demora é ruim. Desestabilizaria o Flamengo", comentou.

Ainda assim, o lance não serviu de "bengala" para o Inter. A eliminação, na avaliação gaúcha, não passou pela demora para recomeçar o jogo após o gol, mas pela boa atuação do adversário.

Fora da Libertadores, o Colorado terá pela frente no sábado o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, em Porto Alegre.

Internacional