Topo

Proposta do exterior afasta acerto entre Fluminense e Dorival Júnior

Dorival Júnior tem proposta do exterior e por isso não deve ser o técnico do Fluminense - Bruna Prado/Getty Images
Dorival Júnior tem proposta do exterior e por isso não deve ser o técnico do Fluminense Imagem: Bruna Prado/Getty Images

Caio Blois e Ricardo Perrone

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

20/08/2019 14h21

Em busca de um substituto para o técnico Fernando Diniz, demitido ontem (19), o Fluminense fez contato com Dorival Júnior, mas o treinador tem uma proposta do exterior, o que dificulta o avanço das tratativas neste momento. A informação foi, inicialmente, publicada pelo Yahoo e confirmada pelo UOL Esporte.

Com a oferta do exterior, Dorival gostaria de um tempo a mais para pensar o futuro, mas o Fluminense tem pressa para finalizar um acordo, fazendo com que as partes caminhem em direções opostas.

"Não foi uma situação de recusar um convite. Estou numa negociação que está em andamento, há cerca de cinco dias, para fora novamente, uma nova situação, e posicionei a diretoria do Fluminense nesse sentido. Eles têm necessidade de uma definição rápida e não podem esperar. Foi apenas isso. Mas tenho que aguardar porque está bem adiantado e dessa vez espero que acabe acontecendo", declarou Dorival.

No mercado desde a saída do Flamengo, no fim do ano passado, Dorival já havia recebido uma proposta do exterior em abril, quando foi procurado pelo Vasco para ocupar a vaga de Alberto Valentim. À época, o Cruzmaltino acabou acertando com Vanderlei Luxemburgo.

Dorival foi o segundo treinador com quem a diretoria do Fluminense conversou. A primeira opção era Abel Braga, que teve passagem recente pelo Flamengo, mas a opção por não assumir o comando de equipes no decorrer da temporada pesou na escolha dele, que recusou o convite.

Mano Menezes, que deixou o Cruzeiro há poucos dias, é um nome visto com bons olhos pela diretoria tricolor, mas um acerto é considerado difícil diante dos valores que estariam envolvidos. O treinador tampouco deseja pegar um trabalho no meio do ano de 2019. Jair Ventura também foi citado em reuniões internas, mas ainda não é um consenso entre os membros da cúpula.

Fernando Diniz foi demitido após o Fluminense, no último domingo, perder para o CSA, que havia começado a rodada como penúltimo colocado do Campeonato Brasileiro.

Sob o comando de Diniz, que foi contrato pelo Fluminense no fim do ano passado, ainda na gestão do presidente Pedro Abad, o Fluminense teve 44 partidas, 18 vitórias, 11 empates e 15 derrotas.