Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Por marcas na Arena Corinthians e redenção, Jadson revê adversário especial

Meia de 35 anos atuou apenas duas vezes desde a pausa para a Copa América e busca espaço - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Meia de 35 anos atuou apenas duas vezes desde a pausa para a Copa América e busca espaço Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Do UOL, em São Paulo

16/08/2019 13h46

O meia Jadson atuou em só dois jogos após a pausa do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana para a disputa da Copa América. Foram 25 minutos contra o Montevideo Wanderers e três minutos a mais diante do Goiás. Seu último gol foi em março. Amanhã, às 17h, contra o Botafogo, ele começa no banco e espera por mais tempo em campo diante de um adversário marcante em sua carreira: foi o time que sofreu o primeiro gol corintiano na Arena, justamente dos pés do meio-campista.

"Tenho muitas histórias especiais pelo Corinthians, mas guardo aquele dia com muito carinho na memória. Ter feito o primeiro gol do Corinthians na nossa casa foi muito especial porque foi o início de uma nova fase do clube. E a partir dali, passei muitos momentos bons na nossa casa. Marquei outros gols importantes, comemorei títulos e sempre recebi um enorme carinho da torcida. Espero desfrutar de mais momentos como esse ao lado da Fiel", discursa o jogador de 35 anos.

A falta de chances de Jadson nas últimas semanas se explica por uma perda natural de espaço na equipe de Fábio Carille, que tem jogado no 4-1-4-1 com Júnior Urso ao lado de Mateus Vital ou Sornoza na armação, sem um meia centralizado, e também seu afastamento por conta de problemas pessoais.

O camisa 10 vive uma fase difícil, mas se diz disposto a reconquistar espaço: "Estou à disposição e pronto para ajudar a equipe. Seja saindo jogando como titular ou entrando no decorrer da partida, o Carille sabe que pode contar comigo. Venho trabalhando e me dedicando bastante para ter o meu espaço e conseguir aproveitar as oportunidades."

Caso entre em campo, Jadson terá chance de ampliar suas estatísticas na Arena Corinthians. Ele pode se isolar como terceiro jogador que mais atuou no estádio, com 104 jogos. Ele está atrás somente de Cássio (153) e Fagner (139). Hoje tem o mesmo número de Romero, que deixou o clube. O paraguaio, aliás, também é o maior goleador da Arena, com 27 gols. Jadson tem 24 e também sonha com a marca.