Topo

Futebol


MP estuda pedir avaliação psicológica de Najila; advogado dela é contra

Modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, em entrevista ao SBT - Reprodução/SBT
Modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, em entrevista ao SBT Imagem: Reprodução/SBT

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

29/06/2019 04h00

O Ministério Público avalia a possibilidade de pedir um exame psicológico da modelo Najila Trindade quando a investigação do suposto estupro cometido por Neymar for encaminhada à instituição. O procedimento não é algo raro em investigações de crimes sexuais, ressaltou a promotora de Enfrentamento à Violência Doméstica Flávia Merlini.

"Na verdade, sempre há esta possibilidade do exame psicológico em crimes sexuais. É algo muito comum neste tipo de crime para o Ministério Público pedir este tipo de prova. Nós vamos decidir se vamos pedir ou não", afirmou Flávia Merlini.

A promotora ressalta que a opinião do advogado da modelo, Cosme Araújo Santos, será levada em conta. Ele entende que uma avaliação psicológica prejudicaria sua cliente.

"O advogado da vítima já soltou uma nota na imprensa de que ele seria contra esse exame por sugerir que a vítima tem qualquer tipo de problema. Então, vamos avaliar, quando o inquérito policial chegar para nós, se haverá necessidade deste tipo de diligência ou não", ponderou Flávia Merlini.

Reprodução/SBT
Imagem: Reprodução/SBT

MP espera imagens de hotel em Paris

Outra questão que o Ministério Público precisará decidir quando o inquérito for encaminhado envolve a gravação das imagens do hotel em que Najila ficou hospedada em Paris. O material foi apreendido pela polícia francesa. Flávia Merlini disse que a delegada do caso estava aguardando a chegada das imagens, mas a situação deve ser definida pelas três promotoras que acompanham o inquérito.

Existe a possibilidade que a Polícia Civil entregue seu relatório sem anexar as gravações. Desta maneira, caberá à Promotoria de Enfrentamento à Violência Doméstica escolher a estratégia para ser adotada e resolver os trâmites burocráticos.

"Vai caber ao Ministério Público proceder diligências neste sentido, se nós requisitarmos [as imagens], já que elas só são fornecidas mediante requisição judicial".

Em 20 de junho, o jornal L'Equipe publicou que o 1º Distrito de Polícia Judicial de Paris recolheu gravações que mostrariam os corredores do hotel em que Najila ficou hospedada nos três dias que passou na cidade. As câmeras apontavam para os corredores e flagraram Neymar chegando e saindo no quarto da modelo.

Mais Futebol