Topo

Futebol


Caso Neymar: Polícia analisa celular que pode ter backup de dados de Najila

Modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, em entrevista ao SBT - Reprodução/SBT
Modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, em entrevista ao SBT Imagem: Reprodução/SBT

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

28/06/2019 19h35

A Polícia Civil está com um celular entregue por Najila Trindade, a modelo que acusa Neymar de estupro, que conteria um backup do telefone original, que ela diz ter sido extraviado. A informação é de Flávia Merlini, uma das promotoras de Enfrentamento à Violência Doméstica que atuam no caso. O material contido seriam as provas que modelo alega ter como comprovação do suposto estupro de Neymar. O celular foi apresentado no segundo depoimento dela e está sendo periciado pelo Instituto de Criminalística.

"Houve a entrega de um outro aparelho e estamos no aguardo da perícia, da conclusão da perícia do Instituto de Criminalística a respeito deste celular que foi entregue pela vítima", disse a promotora na saída da delegacia na tarde de hoje (28).

Ela fez questão de ressaltar que não se trata do telefone original que a modelo usou nas conversas com Neymar e que foi utilizado para gravar o vídeo do segundo encontro entre os dois e que viralizou ao mostrar Najila dando tapas em Neymar no quarto de hotel em Paris.

"Não é o mesmo aparelho. Este aparelho [o original] a vítima alega que não sabe onde está. Mas ela comprou um aparelho da mesma marca para tentar buscar a memória na nuvem".

Najila tinha um iPhone e telefones da Apple são conectados a um sistema chamado iCloud, que armazena dados do usuário. O que a modelo buscou foi recuperar estes dados que estavam na nuvem para auxiliar as investigações. A promotora explicou se a perícia vai responder se Najila obteve sucesso e se entregou o conteúdo na íntegra.

Celular pode ser reviravolta no caso

O aparelho é considerado importante pela Polícia Civil porque ele contém o histórico de ligações e diálogos da modelo desde a véspera da viagem a França. A análise do material revelaria conversas com pessoas próximas e mostraria se o estupro foi citado a familiares e amigo.

Também ajudaria a determinar se a versão de Neymar ou de Najila é verdadeira. O resultado da perícia é aguardado para ainda hoje, já que os policiais civis trabalham na situação mesmo sendo noite.

A advogada de Neymar, Maíra Fernandes, deixou a delegacia falando que a expectativa é da investigação ser encerrada na segunda-feira, conforme ouviu da delegada Juliana Bussacos.

Mais Futebol