Topo

Futebol


Levir vê Sampaoli na seleção e polemiza: "Tatuado e anda de bicicleta"

Levir Culpi foi demitido do Atlético-MG recentemente - Thiago Ribeiro/AGIF
Levir Culpi foi demitido do Atlético-MG recentemente Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

06/05/2019 23h00

A edição de hoje (6) do "Bem, Amigos", do SporTV, recebeu o técnico Levir Culpi como convidado especial. Recém-demitido do Atlético-MG após campanha que levou o clube mineiro à eliminação na primeira fase da Libertadores, o treinador fez uma análise bastante diferente - e com doses de ironia - sobre a situação da seleção brasileira.

Primeiro, Levir 'cravou' o nome do próximo técnico da seleção brasileira. Em uma crítica ao valor que a imprensa tem dado ao trabalho de treinadores estrangeiros, o ex-treinador do Galo afirmou que Jorge Sampaoli, do Santos, será o próximo a assumir a equipe nacional.

"Eu só sei quem vai ser o próximo técnico da seleção brasileira: o Sampaoli. Por dois motivos: ele é tatuado e ele anda de bicicleta. Ah, além de tudo ele é argentino. Esse é o futebol brasileiro hoje", disse.

"Você quer algo novo, tem vários técnicos brasileiros bons, mas a gente só olha para o que tem fora. Tem um ódio aos brasileiros. É quem vem de fora que vai resolver", declarou.

Além disso, Levir Culpi identificou o que ele chama de 'dinastia gaúcha' no comando da seleção brasileira. De 2001 para cá, foram quatro técnicos do Rio Grande do Sul: Luiz Felipe Scolari (duas passagens), Dunga (duas passagens), Mano Menezes e Tite.

"Outra coisa sobre técnicos da seleção brasileira: há algum tempo, os técnicos são sempre gaúchos. Eu acho que tem uma somatória para a 'dinastia gaúcha' na seleção. Eles sabem se impor e são corporativistas", disse.

As opiniões polêmicas colocaram o treinador nos Trend Topics do Twitter, e os internautas criticaram o comportamento dele.

Veja a repercussão no Twitter:

Mais Futebol