PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Castán isenta Valentim de culpa por gol do Avaí em vitória do Vasco

Alberto Valentim foi chamado de "burro" pela torcida após gol do Avaí nos minutos finais - Thiago Ribeiro/AGIF
Alberto Valentim foi chamado de "burro" pela torcida após gol do Avaí nos minutos finais Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/03/2019 23h40

O Vasco venceu o Avaí por 3 a 2 e largou na frente na terceira fase da Copa do Brasil nesta quinta em São Januário. Apesar do triunfo, o resultado ficou com gostinho de frustração por conta do gol sofrido já nos minutos finais. A vantagem de dois gols passou para um e deixou o confronto em aberto.

Para muitos torcedores, o gol só ocorreu porque o técnico Alberto Valentim tentou fechar o time aos 35min do segundo tempo. Poucos minutos depois, André Moritz descontou e deu números finais ao duelo. Imediatamente gritos de "burro" foram gritados das arquibancadas.

Leandro Castán discorda das críticas e tratou de isentar o comandante das críticas. Segundo o capitão do Vasco, os jogadores é quem estão dentro de campo e são responsáveis pelo que ocorre nas quatro linhas.

"Fomos buscar a virada, acho que o segundo gol ali [do Avaí] era muito evitável. Treinamos muito essa jogada de cruzamento. A culpa não é do treinador, quem entra no jogo tem que fazer o que é determinado. Sabemos que não podemos tomar um gol desse. Copa é diferente de pontos corridos, tomara que não faça falta lá em Santa Catarina. Não tenho que culpar ninguém, no vestiário a gente conversa", disse Castán.

Com o novo regulamento da Copa do Brasil, não há mais o gol qualificado. Logo, os gols marcados pelo Avaí não terão qualquer peso extra no desempate. O Vasco poderá empatar que fica com a vaga. Se a derrota for por um gol, a classificação será definida nos pênaltis.

Vasco