PUBLICIDADE
Topo

Santos

Equatoriano Porozo agrada, mas Sampaoli pede contratação por cota estourada

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

28/02/2019 04h00

O zagueiro equatoriano Jackson Porozo, de apenas 18 anos, retornou do Campeonato Sul-Americano Sub-20 com moral. Titular de seu país, ele foi campeão e escolhido para a seleção do torneio. De volta ao Santos, o garoto foi integrado ao grupo dos profissionais nos últimos treinos e agradou ao técnico Jorge Sampaoli.

Mesmo assim, o comandante não deve utilizá-lo tão cedo. O Santos já conta com seis estrangeiros no elenco, além de Bryan Ruiz que não está nos planos, um a mais do que a cota permitida para cada partida. Assim, Sampaoli pediu a contratação de mais um defensor.

"Até porque temos dois jogadores lesionados, ele prefere ter mais um zagueiro bom, de força. E um 9, os dois que estamos precisando. Ele acha que com um 9 e um zagueiro forte estamos resolvidos", disse o presidente José Carlos Peres em um evento da CBF.

O pedido se dá pelo histórico de lesões dos defensores do Peixe. Ainda sem poder contar com Lucas Veríssimo e Luiz Felipe, que estão em fase final de recuperação das lesões sofridas, o Santos só tem os jovens Kaique Rocha, de 17 anos, e Wagner Leonardo, de 19, como opções aos titulares Gustavo Henrique e Felipe Aguilar.

Nenhum dos dois reservas sequer estreou no time profissional do Peixe. O único zagueiro com mais experiência no elenco que poderia ser opção é Cléber Reis, que está encostado e soma apenas 10 jogos com a camisa santista, mesmo o clube tendo desembolsado 7,3 milhões de reais para contratá-lo.

O técnico Jorge Sampaoli ainda não fez nenhuma indicação aos diretores santistas, mas no momento a prioridade da cúpula do Peixe ainda é a contratação de um centroavante. O Peixe conta apenas com Felippe Cardoso para o setor, além dos Meninos da Vila Yuri Alberto e Kaio Jorge, ambos de 17 anos. Após a negociação com Alexandre Pato naufragar, o Santos ainda busca uma alternativa no mercado.

Santos