PUBLICIDADE
Topo

Santos empata com River Plate e está fora da Copa Sul-Americana

Jogadores do River Plate (URU) comemoram gol diante do Santos pela Copa Sul-Americana 2019 - Miguel Schincariol/AFP
Jogadores do River Plate (URU) comemoram gol diante do Santos pela Copa Sul-Americana 2019 Imagem: Miguel Schincariol/AFP

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

26/02/2019 21h08

O Santos empatou com o River Plate (URU) na noite de hoje por 1 a 1 em um Pacaembu de portões fechados, em São Paulo, e foi eliminado da Copa Sul-Americana. Mauro Da Luz marcou o gol uruguaio, enquanto Soteldo empatou para os paulistas. Após empate por 0 a 0 na partida de ida, os visitantes avançaram pelo critério do gol fora de casa.

Com a eliminação, o time do técnico Jorge Sampaoli não tem mais chances de conquistar um título internacional na temporada e concentra suas forças agora totalmente no Campeonato Paulista, torneio em que tem a melhor campanha.

O próximo desafio do Santos é no estadual, neste sábado, às 19h, quando enfrenta o Oeste no mesmo Pacaembu, mas desta vez com a presença da torcida.

Santos domina primeiro tempo e leva perigo

Precisando da vitória, o Santos iniciou o jogo em cima. O volante Alison encontrou Sánchez em profundidade, o uruguaio chegou ao fundo e tocou para Jean Mota finalizar de dentro da pequena área e obrigar o goleiro uruguaio a fazer bela defesa. Depois, o próprio Jean Mota levantou escanteio na área, e Gustavo Henrique cabeceou com muito perigo ao lado do gol. Aos 34 minutos, Sánchez teve a melhor chance do jogo ao receber livre leve e solto pela direita, invadir a área e dar o corte seco no zagueiro. No entanto, o drible deixou a bola no pé ruim do uruguaio e, de esquerda, ele finalizou para a lateral.

River Plate marca em contra-ataque e complica Santos

O Peixe seguia em cima, mas logo aos nove minutos do segundo tempo o atacante Mauro Da Luz foi lançado, ganhou de Felipe Aguilar na corrida, viu o goleiro Vanderlei sair do gol desesperadamente e teve a tranquilidade de driblar o arqueiro ainda fora da área e só tocar para o gol vazio. Com isso, o Santos precisava virar a partida para se classificar.

Santos coloca centroavante e vai para o abafa

A primeira atitude de Sampaoli após o gol do River foi tirar Diego Pituca e colocar o centroavante Felippe Cardoso. O Peixe foi para cima com tudo para tentar a vitória. Soteldo pegou cruzamento no segundo pau e colocou de novo dentro da área, mas o goleiro uruguaio chegou antes de Felippe Cardoso. Depois, o próprio centroavante arriscou de fora da área e obrigou o Gastón Oliveira a trabalhar. Derlis caiu pela direita e cruzou rasteiro para Soteldo bater, mas a zaga uruguaia travou o chute. Aos 40 minutos, ele apareceu sozinho para desviar cruzamento de Jean Mota e empatar o jogo, mas não foi suficiente.

Copete erra muito e é o pior em campo

O colombiano Jonathan Copete cansou de errar durante a partida. Ele perdeu domínios fáceis na defesa, se enrolou com a bola no ataque e não conseguiu ajudar no apoio ofensivo, deixando o Peixe propenso a atacar apenas pela direita. Improvisado no setor, Copete deve ter feito sua última partida como lateral, já que o Peixe promete regularizar Felipe Jonatan ainda nesta semana.

Soteldo dá trabalho e cria as melhores jogadas

O baixinho Yeferson Soteldo, que chegou a ser dúvida para a partida, entrou muito ligado desde o primeiro minuto. Foi dos pés dele que saíram as melhores jogadas santistas, mas na maioria das vezes a equipe pecou no último passe. Foi dele o gol santista no jogo.

Eliminação a portões fechados

Cumprindo punição por conta da confusão durante a eliminação da Copa Libertadores da América do ano passado, diante do Independiente (ARG), o Santos jogou sem torcida. Curioso é que a punição prevê dois jogos com portões fechados, então o Peixe ainda terá de cumprir mais uma partida caso se classifique para alguma competição sul-americana em 2020.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 x 1 RIVER PLATE (URU)

Data: 26 de fevereiro de 2019 (terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo
Árbitro: Mauro Vigliano (ARG)
Assistentes: Diego Bonfá (ARG) e Júlio Fernandez (ARG)

Gols: Mauro da Luz, do River Plate, aos 9 minutos do segundo tempo; Soteldo, do Santos, aos 41 minutos do segundo tempo.

Amarelos: Calzada e Silva, pelo River Plate; Felippe Cardoso e Yuri, pelo Santos

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Copete; Alison (Yuri), Diego Pituca (Felippe Cardoso), Carlos Sánchez e Jean Mota; Soteldo e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.

RIVER PLATE: Gastón Olveira; Claudio Herrera, Iván Silva, Agustín Ale e Luis Olivera; Juan Plada, Facundo Ospitaleche, Maximiliano Calzada, Mauro Da Luz (José Neris); Juan Manuel Olivera (Rodriguez) e Urruti (Gorga). Técnico: Jorge Giordano

Santos