PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Faremos de tudo para vencer o River no Mundial, diz brasileiro do Al Ain

Caio (à esquerda) ainda espera pelo primeiro gol no Mundial de Clubes de 2018 - REUTERS/Suhaib Salem
Caio (à esquerda) ainda espera pelo primeiro gol no Mundial de Clubes de 2018 Imagem: REUTERS/Suhaib Salem

Do UOL, em São Paulo

17/12/2018 15h54

Caio ainda não balançou as redes no Mundial de Clubes 2018, mas tem sido um dos destaques do Al Ain na competição disputada nos Emirados Árabes Unidos.

No jogo de estreia pelas oitavas de final, diante do Team Wellington (NZL), o brasileiro chegou a marcar um gol, que foi anulado pelo VAR por causa de uma falta no início do lance. Além disso, deu o passe para um dos gols do time, acertou uma bola na trave e ainda converteu um dos pênaltis da vitória por 4 a 3 após empate por 3 a 3 no tempo regulamentar.

Nas quartas, também passou em branco. Mas fez a jogada para que Bandar Mohammed fizesse o último gol na vitória por 3 a 0 sobre o Espérance (TUN). Assim, o time da casa se garantiu nas semifinais do Mundial contra o River Plate (ARG). E diante dos argentinos, o camisa 7 espera finalmente marcar.

Leia também:

“Se Deus quiser, marcarei meu primeiro gol na semifinal contra o River. Farei meu melhor para que isso aconteça”, disse o brasileiro ao site da Fifa, agradecendo à torcida pelo apoio até aqui. “Prometo a eles que faremos o possível para vencermos o River Plate e chegarmos à final", acrescentou.

Com passagens pelas categorias de base do São Paulo, Caio ainda fez testes – sem sucesso – em Santos e Palmeiras. Em 2011, aos 17 anos, estava prestes a abandonar o futebol quando se mudou para o Japão. Lá, foi descoberto jogando pelo time de sua escola. Três anos depois, assinava com o Kashima Antlers seu primeiro contrato profissional.

Contratado pelo Al Ain em 2016, Caio espera marcar seu gol no Mundial, mas sabe que a prioridade é o resultado do time. “Meu objetivo é dar tudo que puder pela equipe, marcando gols ou dando assistências”, disse o meia. “Neste momento, só penso em ajudar minha equipe a conquistar bons resultados. Esta é minha meta.”

Depois de um jogo complicado contra o Team Wellington, no qual os neozelandeses chegaram a abrir 3 a 0, o Al Ain entrou em campo mais atento diante do Espérance. Agora, o time comemora sua presença entre os quatro melhores da competição.

“Estar entre os quatro melhores é uma sensação maravilhosa. Estamos aproveitando o que alcançamos até aqui”, afirmou Caio. “Agora, precisamos virar a página do Espérance e começar a focar no próximo desafio”, completou.

O desafio em questão diante do River Plate acontece nesta terça-feira (18), às 14h30 (horário de Brasília), no estádio Hazza bin Zayed. O vencedor disputa a final no sábado (22).

Futebol