PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corintiano obtém direito de usar ex-patrocinadora do clube como sobrenome

Thiago Kalunga ganhou a camisa do Corinthians quando tinha 8 anos - Arquivo Pessoal
Thiago Kalunga ganhou a camisa do Corinthians quando tinha 8 anos Imagem: Arquivo Pessoal

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

26/09/2018 04h00

A vida de Thiago Silva Pereira mudou aos 8 anos quando sua mãe lhe presenteou com uma camisa do Corinthians igual à do título brasileiro de 1990. A partir daquele momento, o menino passaria a ser conhecido apenas pelo apelido "Kalunga", em alusão à antiga patrocinadora do clube paulista, presente naquele uniforme.

"Desde que minha mãe me deu aquela camisa enorme, eu não tirava mais do corpo, queria mostrar para todo mundo. Como eu ficava muito tempo com ela, quem não conhecia começava a me chamar de 'Kalunga'", explicou.

O apelido foi levado para a vida e agora fará parte dos documentos de Thiago. O corintiano de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, conseguiu na Justiça o direito de adicionar a alcunha "Kalunga" ao seu nome. Agora, Thiago Silva Pereira deu lugar a Thiago Kalunga Silva Pereira (veja na imagem abaixo).

Torcedor conseguiu na Justiça direito de adicionar "Kalunga" ao nome - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A decisão de alterar o nome aconteceu pelo fato de Thiago Silva ser um nome popular no Brasil e ter começado a dar problemas para o bombeiro militar. Certa vez, sua irmã Hanna, que é advogada, encontrou diversos processos penais envolvendo pessoas de nomes Thiago Silva, nenhuma delas sobre o irmão "Kalunga".

No Censo Demográfico 2010, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que 144.784 Thiagos nasceram na década de 1980, a mesma em que "Kalunga" veio ao mundo.

Thiago Kalunga se encontra com Cassio - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

"Desde muito tempo, sempre que eu precisava de uma certidão negativa [documento utilizado para comprovar a existência ou não de ação civil, criminal ou federal contra uma determinada pessoa] da Justiça aparecia um aviso para comparecer no local. Falavam que o problema era meus homônimos. Aí eu percebi que estava com uma certa dificuldade e pedi para minha irmã entrar na Justiça para adicionar o apelido ao meu nome".

O artigo 58 da Lei de Registros Públicos permite que um apelido público e notório seja acrescentado entre o nome e o sobrenome da pessoa ou até mesmo substitua o próprio nome. As únicas restrições são em relação a "palavras imorais ou de conotações ilegais", além de apelidos adquiridos na prática criminosa.

De acordo com Thiago, o uso do termo "Kalunga" em seu nome não incomodou a rede de papelaria e materiais para escritório. "Eles acharam até interessante. O pessoal da revista deles entrou em contato comigo e eles acharam bastante curioso".

O próximo passo de Thiago será alterar seus documentos para Thiago Kalunga e avisar o Corpo de Bombeiros sobre seu novo nome. "Meu nome de guerra era apenas Thiago. Agora vou fazer a solicitação para mudar para Thiago Kalunga".

Futebol