Topo

Futebol


Ramires é impedido de voltar ao Benfica e terá de jogar em time B na China

Ramires em ação pelo Jiangsu Suning - VCG/Getty Images
Ramires em ação pelo Jiangsu Suning Imagem: VCG/Getty Images

Marcus Alves e Thiago Fernandes

Do UOL, em Lisboa (POR) e Belo Horizonte

03/09/2018 19h32

Ramires não voltou ao Benfica, de Portugal, como esperado, neste mercado da bola. Depois de deixar quase tudo certo para retornar ao Estádio da Luz, em Lisboa, o meio-campista viu o acordo melar e permaneceu no Jiangsu Suning, da China, onde já atua pelo time B.

Um impasse em relação ao Jiangsu Suning foi o que impediu o jogador de se mudar para Lisboa. Para emprestar o brasileiro ao Benfica, o clube chinês exigiu uma renovação do contrato que se encerra em 31 de dezembro de 2019.

Como não gostaria de permanecer na China após a passagem por Portugal, Ramires se recusou a renovar o vínculo com os chineses. O fato virou um problema para o atleta, que viu o clube local descartar o empréstimo aos portugueses em retaliação.

A ideia do jogador e de seu estafe, liderado pelo agente Luis Carlini, é deixar a China em janeiro de 2019, quando se abrirá uma nova janela de transferências. O intuito do jogador é voltar a um clube do futebol europeu.

Diante do obstáculo no negócio, Ramires teve que abrir mão de uma bolada em Portugal. O jogador receberia 3 milhões de euros (R$ 14,5 mi na cotação atual) por ano. Os lusitanos haviam vencido a concorrência com o Olympique de Marselha pelo jogador.

O Benfica ficou surpreso com a mudança nos rumos da tratativa, pois acreditava em um acerto entre jogador e chineses. O clube já havia marcado, inclusive, data para que ele chegasse a Lisboa, onde realizaria exames médicos e assinaria o contrato até julho de 2019.

No fim de semana, o jogador já entrou em campo pela equipe reserva do Jiangsu Suning. Ele fez dois gols e deu passe para outro na goleada sobre o time B do Tianjin Quanjian. O jogo era válido pela Liga de Reservas do Campeonato Chinês.

Futebol