PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente de organizada do Vasco e mais 70 são transferidos para presídio

Integrantes da Força Jovem do Vasco foram presos em flagrante pelo Gepe da PM - Reprodução/Internet
Integrantes da Força Jovem do Vasco foram presos em flagrante pelo Gepe da PM Imagem: Reprodução/Internet

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/10/2017 14h51

Os 71 integrantes da torcida organizada Força Jovem do Vasco foram transferidos neste domingo (29) para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, zona norte do Rio de Janeiro. Todos terminaram presos em flagrante pelo Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) antes do clássico contra o Flamengo, realizado no último sábado (28), no Maracanã, quando planejavam uma emboscada aos rubro-negros.

Savio Agra Sássi, presidente da organizada, está entre os presos. Ele é investigado pelo Ministério Público por suposta ligação com a diretoria do clube e também foi reconhecido como o agressor do ex-zagueiro do Vasco, Rodrigo. O fato aconteceu em setembro de 2015, quando a delegação chegava ao hotel que servia de concentração na Lapa.

Com os torcedores foram encontrados morteiros, soco-inglês, bastões de madeira, protetor bucal e até uma faca. Vale lembrar que a organizada em questão está suspensa dos estádios e não pode se aproximar de um raio de 5 km dos locais de jogos. A sede da torcida fica a menos de 2,5 km do Maracanã.

Força Jovem - UOL - UOL
Os integrantes da Força Jovem foram transferidos neste domingo (29) para o presídio
Imagem: UOL
Presos em flagrante, eles responderão, entre outros crimes, pela desobediência da decisão judicial. Como Benfica é um presídio que funciona como triagem, parte do grupo ainda pode ser transferida para outras cadeias. Ministério Público e Polícia Militar oferecerão na próxima semana uma denúncia contra os acusados.

Os seis menores apreendidos com o grupo pelo Gepe foram liberados ainda na noite de sábado sob a custódia dos respectivos responsáveis. Já os outros 71 seguirão em prisão preventiva e não há prazo para soltura.

Futebol