PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Técnico do PSG sai em defesa e diz que Neymar é provocado e caçado em campo

Neymar é expulso no clássico Olympique x PSG - Boris Horvat/AFP - Boris Horvat/AFP
Imagem: Boris Horvat/AFP

Do UOL, em São Paulo

23/10/2017 09h13

O técnico do PSG, Unai Emery, defendeu Neymar da expulsão contra o Olympique, 2 a 2, domingo. O treinador do time parisiense considerou injusto o segundo cartão amarelo (que resultou no cartão vermelho) dado ao atacante na partida e entende que a agressão de Neymar é fruto de um “descaso” da arbitragem.

Emery ressalta que Neymar é sistematicamente provocado e caçado em campo, e que os árbitros não coíbem essa estratégia dos rivais.

"Estamos um pouco decepcionados com a expulsão (de Neymar), porque ele sofreu muitas faltas ao longo da partida. Acho que o árbitro também precisa pensar bem. Devemos proteger os jogadores", criticou

"O cartão amarelo, acho que não é justo para o Neymar. Ele é um jogador que quer jogar, mas se a cada jogo ele for provocado haverá agressão. Eu acho que é um trabalho dos árbitros proteger os jogadores importantes em ambas as equipes”.

Neymar também criticou árbitro

Neymar classificou como “injusto e exagerado” o primeiro cartão vermelho que recebeu com a camisa do Paris Saint-Germain. Foi no fim do clássico deste domingo contra o Olympique de Marselha (empate por 2 a 2), pelo Campeonato Francês.

O brasileiro, que havia levado amarelo pouco antes por reclamação, sofreu falta por trás do argentino Ocampos, levantou irritado e peitou o rival, que desabou no gramado do Vélodrome. Ambos foram advertidos com o amarelo, e o brasileiro teve que ir mais cedo para os vestiários, aos 43 minutos do segundo tempo.

“Acho que foi exagerada sim. E injusta. Passei o jogo inteiro apanhando bastante, tenho muitas marcas pelo corpo”, reclamou o camisa 10, em entrevista ao Esporte Interativo.

“Foi um lance em que tentei continuar depois de sofrer falta. Fiquei irritado com o golpe por trás. Por isso, tomei satisfação: ‘pô, tá doido, por trás ainda, com jogo parado?’ O cara valorizou e eu fiz o que o árbitro queria, que era me expulsar e aparecer mais que os jogadores”, completou.

Futebol