PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Seleção, shows e teste: Arena tem roteiro, mas Palmeiras quer adiar estreia

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

17/09/2014 10h01

O estádio do Palmeiras vai chegando cada vez mais perto de estar 100% pronto e com seu calendário oficializado. Esse é o pensamento da WTorre, construtora, e AEG, gestora, mas não o do clube, que pretende ver a sua discussão em uma Câmara de Arbitragem finalizada antes que as portas de sua nova casa sejam aberta de maneira oficial.

Os responsáveis pelo Allianz Parque tratam a briga como um caso à parte, que poderá se resolvido independentemente de um acerto definitivo na questão da comercialização das cadeiras. Tentarão mostrar nos próximos encontros que será bom para os dois que os eventos aconteçam. Um show de Paul McCartney, por exemplo, renderá dinheiro para ambos os lados, seria a relação "ganha-ganha".

Os primeiros passos serão os eventos-testes, que começariam em agosto, mas não foram feitos. Inicialmente, havia a expectativa de que jogos oficiais fossem disputados em setembro, mas a cúpula da construtora admite, hoje, que se precipitou na avaliação. Também na ocasião, a exibição de um filme nos telões do estádio para três mil pessoas no último dia 13 era dada como certa.

O evento, então, foi adiado para o dia 20, que coincidiria, inclusive, com a comemoração de mais um aniversário da Arrancada Heróica, quando o time deixou de ser Palestra Itália para ser Palmeiras, em 1942. O clube, então, pediu para que o evento fosse uma semana adiado. A diretoria quer evitar concorrência com o jantar dos veteranos, já marcado e com ingressos vendidos.

Ficou pré-definido, então, que o primeiro evento teste será feito no próximo dia 27. Com as sucessivas remarcações, no entanto, WTorre e AEG preferem esperar que o martelo seja batido de maneira definitiva para confirmar a realização. O mês de outubro servirá para mais eventos de menor porte.

O restante do calendário tem a estreia do estádio com uma partida oficial para o dia 9 de novembro, com o confronto entre Palmeiras e Atlético-MG. No duelo contra o Sport, no dia 19, há a possibilidade de que a partida seja disputada novamente no local, mas isso dependerá do tempo necessário para a montagem da estrutura do primeiro mega-show para 55 mil pessoas. No dia 23, Paul McCartney cantará em São Paulo.

Até mesmo um convite para a seleção brasileira atuar no local já foi feito pela AEG. A informação foi dada pelo jornal Folha de S. Paulo na última terça-feira e foi confirmada pela reportagem. Ainda não há data e nem adversário, mas as partes tratam o acontecimento como uma certeza.

Enquanto isso, apesar do calendário ganhar cada vez mais forma, a diretoria do Palmeiras quer ver o local de portas fechadas até que uma definição de quem tem direito a comercializar as cadeiras seja dada. Na visão deles, depois de o local ser inaugurado, ficará ainda mais difícil para que outras pendências sejam acertadas.

Foi esse o pedido palmeirense no último encontro entre eles nas sessões na Câmara de Arbitragem. Isso também porque uma sequência de fiscalização precisa ser feita por representantes alviverdes para que o clube confira que tudo o que foi prometido em contrato pela WTorre foi entregue.

Os palmeirenses dizem que a relação com a construtora tem melhorado gradativamente, mas que ainda não pode ser classificada como boa. Neste momento, ao menos, eles se conversam. Isso não acontecia meses atrás.

Futebol