PUBLICIDADE
Topo

CT do São Paulo será devolvido à Prefeitura de SP em 2022, diz Haddad

Prefeito de São Paulo informou que plano é transformar área em parque público  - Renato Ribeiro Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo
Prefeito de São Paulo informou que plano é transformar área em parque público Imagem: Renato Ribeiro Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

Guilherme Balza

Do UOL, em São Paulo

06/11/2013 13h09

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira, durante evento público em São Paulo, que os centros de treinamento do São Paulo e do Palmeiras, localizados na avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda (zona oeste), serão transformados em parques públicos assim que terminar o prazo de concessão das duas áreas. O CT tricolor tem concessão até 2022.

Já o Palmeiras tem permissão da Prefeitura para utilizar o local até 2078.

A declaração foi dada durante visita de Haddad a uma comunidade da região da Água Branca.

O prefeito sancionou hoje a lei da Operação Urbana Água Branca, que prevê uma série de obras na região nos próximos anos.

Os CTs dos dois clubes estão dentro do perímetro da operação e irão se transformar em parques assim que terminar a concessão.

“A concessão não vai ser renovada, vai ser respeitada, mas não vai ser renovada porque aí a cidade se apropria da área pública como espaço público. Tanto aquele enorme terreno da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), quanto os dois centros de treinamento, no futuro passam a integrar os equipamentos públicos da Água Branca”, disse o prefeito.

A lei que regulamentou a Operação Urbana Água Branca e que previa a devolução dos CTs foi aprovada pela Câmara Municipal em 8 de outubro.

Haddad está certo em pedir de volta o CT do São Paulo?

Resultado parcial

Total de 10709 votos
28,95%
71,05%
Total de 10709 votos

A intenção da prefeitura é valorizar a região e atrair moradores.

“As margens do Tietê tem muito pouco morador, mas é um espaço nobre da cidade. Estamos falando de uma região que tem o tamanho da ilha de Manhattan [em Nova York] e praticamente não se tem moradores aqui. Espero que as margens do Tietê sejam a nova centralidade da cidade de São Paulo, a exemplo do que aconteceu com o rio Pinheiros.”

Futebol