PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tevez chega à Itália e assume a camisa 10 de Del Piero na Juventus

Depois de ficar sete temporadas na Inglaterra, Tevez jogará pela primeira vez na Itália - ALESSANDRO DI MARCO / EFE
Depois de ficar sete temporadas na Inglaterra, Tevez jogará pela primeira vez na Itália Imagem: ALESSANDRO DI MARCO / EFE

De EFE, na Itália

26/06/2013 16h11

O atacante argentino Carlos Tevez chegou nesta quarta-feira em Turim para passar por exames médicos antes de ser apresentado oficialmente como reforço da Juventus. O ex-jogador do Manchester City aproveitou para saudar os torcedores do time italiano e mostrou a camisa com o número 10, que pertencia ao lendário Alessandro Del Piero, maior artilheiro da história da Velha Senhora, que deixou o time no final da temporada 2011/2012.

Depois de passar sete temporadas na Inglaterra, onde defendeu West Ham, Manchester United e Manchester City, Tevez irá defender um time italiano pela primeira vez na carreira, aos 29 anos. "Estou muito contente em estar aqui. A Juventus me quis mais que o Milan", comentou o atacante, que também interessava ao time rubro-negro de Milão.

O argentino terá a missão de assumir a camisa 10 de Del Piero, jogador que mais vestiu a camisa da Juve na história ao longo de 19 anos. Após marcar 208 gols pelo clube e campeão da Copa do Mundo de 2006 com a seleção da Itália, o atacante que atualmente defende o Sidney, da Austrália, se consagrou como um dos maiores ídolos da equipe.

Tevez chega com a missão de reforçar um dos setores mais questionados da Velha Senhora na última temporada, quando o clube se sagrou campeão italiano. Matri, Quagliarella, Vucinic e Giovinco se revezaram como dupla de frente do time comandado por Antonio Conte, enquanto o dinamarquês Nicklas Bendtner e o francês Nicolas Anelka sequer conseguiram uma sequência entre os 11 titulares.

Ao que tudo indica, a Juventus deve começar com Tevez formando ataque ao lado do espanhol Fernando Llorente, que foi contratado após fazer sucesso no Athletic Bilbao. O jogador da seleção argentina teria custado 12 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões) para deixar o City. 

Futebol