PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo recusa proposta de R$ 11,2 milhões por Luis Fabiano

Danilo Lavieri e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

06/06/2013 11h01

Depois de colocar Luis Fabiano à venda, o São Paulo começou a receber as propostas. A diretoria pretende se desfazer do atacante apenas em caso de uma bela quantia de dinheiro. E a recusa de uma de R$ 11,2 milhões feita pelo mundo árabe, apurada pelo UOL Esporte, mostra que a tendência é que só uma “bolada” faça o camisa 9 sair do Morumbi. O nome do time é mantido em sigilo.

O jogador também já chamou a atenção de outras equipes do exterior que não são de grandes centros da Europa. Seu staff considera que dificilmente o atleta aceitaria deixar o Morumbi para desembarcar em um lugar no qual não seria muito lembrado.

Ao mesmo tempo, ele recebeu sondagens de times brasileiros, como o Internacional, por exemplo, e ouviu da diretoria que nenhum time do país teria capacidade de compra-lo. Este é outro sinal de que não será qualquer quantia que definirá a sua saída. O São Paulo desembolsou quase R$ 20 milhões para tirar o atleta do Sevilla.

Luis Fabiano não escondeu que ficou chateado com a coletiva de imprensa de Juvenal Juvêncio. Na ocasião, logo após a eliminação da Libertadores, o dirigente veio a público, afastou sete jogadores e deixou claro que, em boa proposta, aceitaria negociar o camisa 9.

No amistoso contra o Londrina, no qual ele fez um dos gols, Luis Fabiano disse que “ficaria no São Paulo por enquanto”. Depois, ao marcar dois na vitória por 5 a 1 em cima do Vasco, foi misterioso, citou um trato com os diretores, mas mostrou bom humor.

Na última quarta-feira, após a derrota do São Paulo por 1 a 0 para o Goiás, Luis Fabiano já voltou a enfrentar um outro adversário que tem jogado contra o próprio time. A principal torcida organizada do clube voltou a chamar o atleta de pipoqueiro. 

Futebol