PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos sonha com Robinho e acena com proposta milionária; Milan e empresário são contra

Milan não libera Robinho ao Santos, que está disposto a pagar R$ 1,5 milhão de salário - Ayrton Vignola/Folha Imagem
Milan não libera Robinho ao Santos, que está disposto a pagar R$ 1,5 milhão de salário Imagem: Ayrton Vignola/Folha Imagem

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

11/04/2012 06h00

A diretoria do Santos, que fez poucas contratações nesta temporada, tem uma “carta na manga” para presentear a torcida no ano do centenário do clube. O UOL Esporte apurou que os dirigentes santistas acertaram os valores salariais com o atacante Robinho, do Milan. Para isso, o time alvinegro já conseguiu investidores para arcar com uma proposta de R$ 1,5 milhão mensais de salário. O contrato oferecido é por empréstimo, por uma temporada, já que o atleta tem vínculo com o clube italiano até o meio de 2014.

As transações do Santos com Robinho são comandadas por Pedro Luis Nunes Conceição, ex-diretor de futebol do clube e integrante do novo conselho gestor do clube. A proposta que partiu do cartola, por sinal, agradou ao atacante, principalmente pelo fato de o salário do jogador não superar o valor da proposta santista. Atualmente, o atleta recebe mensalmente do Milan pouco mais de R$ 900 mil em uma conta bancária no Brasil, já com os impostos descontados da Europa.

Mesmo assim, o pai e empresário do atleta, Gilvan de Souza, prefere ver Robinho na Europa, já que confidenciou aos amigos mais próximos que seu filho fica mais concentrado atuando na Itália

Os dirigentes santistas também esbarram na negativa do Milan, que não pretende se desfazer de Robinho, principalmente pela carência do elenco no setor de ataque. A dificuldade do Santos aumentou com mais uma lesão muscular sofrida por Alexandre Pato, que desfalcará o Milan até o fim da atual temporada do futebol italiano.

Além disso, o clube italiano não pretende se precipitar no retorno de Cassano. O atleta voltou aos gramados contra a Fiorentina no último fim de semana após cinco meses afastado dos jogos por conta de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Com isso, Robinho é considerado titular do ataque do Milan ao lado de Ibrahimovic.

Os dirigentes do Santos se reúnem semanalmente para discutir sobre contratações. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o gerente de futebol do clube, Nei Pandolfo, nega que esteja negociando com Robinho, porém, ressalta que "toda estratégia é válida" para repatriar o ex-camisa 7 da Vila Belmiro.

"Não podemos descartar nada, toda estratégia é valida, mas não cogitamos o Robinho em nossas reuniões semanais para contratar jogadores", afirmou o dirigente.

A cúpula santista sonha em uma revanche com o Barcelona, da Espanha, no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, com a presença de Robinho entre os titulares. Para isso, além do alto investimento, o clube teria que conquistar novamente a Copa Libertadores da América.

Futebol