PUBLICIDADE
Topo

Peru

Cueva chora em despedida do Peru e é consolado por Guerrero

O meia Cueva chora ao final da partida e é consolado pelos colegas de equipe - Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
O meia Cueva chora ao final da partida e é consolado pelos colegas de equipe Imagem: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/06/2018 13h05

Classificação e Jogos

Um dos grandes responsáveis por levar o Peru de volta a uma Copa do Mundo, Christian Cueva caiu no choro depois de a equipe conquistar nesta terça-feira (26) a sua primeira vitória em Copas do Mundo em 40 anos: 2 a 0 sobre a Austrália. Mas as lágrimas não foram de felicidade: independente do resultado, o time sul-americano já estava eliminado. Na saída do campo, foi consolado pelos colegas, entre eles Paolo Guerrero.

O são-paulino fez um Mundial abaixo do que se esperava dele. Perdeu um pênalti contra a Dinamarca e não conseguiu ser decisivo na competição. Aos 26 anos, porém, ele ainda tem fôlego para disputar ao menos mais uma Copa. Nesta terça, deu a assistência para o gol de Guerrero, o segundo da partida.

O atacante, por sua vez, quase não participou da Copa do Mundo. Suspenso por doping, só conseguiu na Justiça da Suíça a liberação para atuar no Mundial. Foi reserva na derrota para a Dinamarca, passou em branco contra a França, mas deixou o dele na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália.

Assim que o árbitro apitou o final do jogo, Cueva sentou no chão e desandou a chorar, sendo consolado pelos companheiros, entre eles Guerrero, que o abraçou também bastante emocionado.

Cueva consolado - Reprodução/SporTV - Reprodução/SporTV
Imagem: Reprodução/SporTV

Peru