Topo

Coluna

Renato Maurício Prado


O anjo da guarda de Vinícius Jr.

Vinicius Junior comemora gol do Real Madrid contra o Ajax - TF-Images/TF-Images via Getty Images
Vinicius Junior comemora gol do Real Madrid contra o Ajax Imagem: TF-Images/TF-Images via Getty Images
Renato Mauricio Prado

Renato Mauricio Prado é jornalista e trabalhou no Globo, Placar, Extra, Rádio Globo, CBN, Rede Globo, SporTV e Fox Sports. Assina atualmente uma coluna diária no Jornal do Brasil. A primeira Copa que cobriu in loco foi a da Argentina, em 1978.

04/03/2019 04h00

Além de um talento indiscutível, para driblar e dar passes precisos para os companheiros marcarem gols, o jovem Vinícius Jr. parece ter outra qualidade importantíssima para garantir seu sucesso no futebol: um anjo da guarda e tanto, que vai lhe abrindo portas e acelerando a carreira de maneira vertiginosa.

Não custa lembrar como ele se tornou titular no Flamengo. Embora já vendido ao Real Madrid e tido e havido, desde as divisões de base, como uma das mais valiosas joias do Ninho do Urubu nas últimas décadas, Vinicius (então com 17 anos, recém-chegado aos profissionais) era reserva de Everton (foto abaixo), um jogador mediano em termos técnicos, mas extremamente aplicado nas questões táticas, qualidade que o fazia sempre preferido pelos treinadores.

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

O que aconteceu, então? Uma briga do empresário Carlos Leite com a administração Bandeira de Mello tirou Everton do Fla, levando-o para o São Paulo. E Vinícius assumiu a posição, passando a encantar a torcida e a imprensa com seus dribles, suas arrancadas e seu futebol insinuante. Como num passe de mágica, logo ninguém mais sentia falta ou se lembrava do antigo titular que, pasme, era considerado por alguns jornalistas "o melhor jogador do Flamengo" naquela época - cá entre nós, nunca o foi!

Vida que segue, o moleque jogou tanto, no primeiro semestre de 2018, que o Real Madrid, que inicialmente admitira deixá-lo no rubro-negro até 2019, resolveu exercer o direito de exigir a transferência tão logo ele fizesse 18 anos e assim aconteceu, no meio do ano passado.

"Vai acabar emprestado a um time menor", sentenciaram muitos.

Parecia o mais provável. Mas eis que, após alguns bons jogos no Real B (o Castilla), Vinícius acabou ficando mesmo em Madrid e, olha o anjo aí de novo, viu o supercraque e estrela maior do time, Cristiano Ronaldo, trocar o tricampeão mundial e da Liga dos Campeões pela Juventus. E em que posição joga o garoto que veio do Flamengo? Na mesma do CR7.

AP
Imagem: AP
Havia, entretanto, um empecilho: o técnico Julen Lopetegui (aquele que dirigia a seleção espanhola e foi demitido dias antes do início da Copa da Rússia) o achava jovem e imaturo e, na maioria das vezes, nem sequer o relacionava para o banco de reservas. Sorte de Vinícius, o treinador não durou muito. Quem o substituiu? O argentino Santiago Solari, que dirigia o Real Castilla, onde brilhava o moleque brasileiro...

Daí, para se tornar titular absoluto foi um passo. E, apesar da má fase atual do Real Madrid, Vinícius já é visto na Espanha não como uma promessa mas uma inegável realidade. Está pronto? Longe disso. Seu futebol ainda tem muito a evoluir, principalmente, nas conclusões a gol - seus chutes ainda não têm nem a potência, nem a precisão que se espera de um craque de primeiríssima linha. De seleção.

Por falar em seleção, após resistir mais até do que deveria, Tite resolveu convocá-lo. E quando ele chegará ao grupo? No momento em que Neymar está machucado. E onde joga Neymar? Pois é...

Eu, se fosse o Everton Cebolinha (que, em princípio, será o titular pelo lado esquerdo do ataque brasileiro), ficaria esperto. O anjo da guarda de Vinícius Jr. é sinistro...

Mais Renato Maurício Prado