PUBLICIDADE
Topo

Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

São Paulo adota medidas para fortalecer o time na luta contra rebaixamento

Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

24/11/2021 04h00

Na luta para afastar o risco de rebaixamento no Brasileirão, a diretoria do São Paulo tem tomado uma série de medidas para fortalecer o time.

Entre elas, está uma presença ainda maior do que de costume do presidente Julio Casares no CT da Barra Funda. Vender ingressos mais baratos e permitir que a principal torcida organizada são-paulina conversasse com os atletas também são atitudes que a diretoria tomou acreditando que ajudaria a equipe a ficar mais forte.

É tradição no Tricolor o presidente passar a maior parte do tempo despachando do Morumbi.

Casares segue essa rotina, mas, desde o início de sua gestão, faz aparições no Centro de Treinamento.

Conforme apurou o blog, o presidente entende que nos momentos difíceis sua presença deve ser intensificada como forma de demonstrar apoio à equipe e para acompanhar o trabalho feito no CT. Assim, com o risco de rebaixamento, Casares passou a ir mais ao Centro de Treinamento.

Quem também compareceu ao CT num momento crítico foram membros da Independente. Os cartolas entenderam que a conversa com os torcedores poderia ajudar os atletas.

No entanto, dirigentes do clube e da organizada evitam dar detalhes sobre o que foi discutido no encontro.

A reunião foi autorizada pela diretoria num dos momentos mais delicados do time no Brasileirão: depois da derrota, em casa, por 4 a 0, para o Flamengo. No jogo seguinte, o São Paulo derrotou o Palmeiras, que começou a partida com apenas dois titulares, por 2 a 0.

Para o confronto com o Athletico-PR , nesta quarta (24), a direção tricolor reduziu o preço dos ingressos. A arquibancada sul laranja, por exemplo, custou R$ 50 contra o Flamengo e passou a ser vendida a R$ 20.

O discurso dos cartolas é de que a decisão foi tomada, principalmente, para agradecer ao apoio que tem sido dado pelos torcedores. Mas existe o reconhecimento de que os descontos também visam encher o Morumbi para a torcida empurrar a equipe num jogo importante na luta para se afastar do Z4.

O Furacão é o 13° colocado do Brasileirão. Por sua vez, o São Paulo é o 14°. Ambos têm 41 pontos.

Inscreva-se no Canal Ricardo Perrone no YouTube.