PUBLICIDADE
Topo

Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Após conselheiro e advogado pedirem bloqueio, SPFC paga honorários e custas

Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

27/10/2021 19h21

Após pedido de bloqueio em suas contas feito pelo conselheiro Marcelo Marcucci Portugal Gouvêa e seu advogado, Elon Caropreso Herrera, o São Paulo efetuou depósito judicial de R$ 3.383,86 nesta quarta (27), por volta das 16h.
O pagamento se refere a valor cobrado pelos dois por conta de honorários advocatícios sucumbenciais e custas judiciais que o clube foi condenado a pagar em ação movida por Gouvêa. Ou seja, deixa de existir motivo para o bloqueio, já que o pedido havia sido feito por causa do não pagamento, que também gerou cobrança de multa.
Marcelinho, como é conhecido o conselheiro, havia acionado a Justiça para receber gravações, transcrições e relatórios de reuniões do Conselho Deliberativo.
Como mostrou o blog, o filho do ex-presidente Marcelo Portugal Gouvêa, disse que sua assinatura só aparece no pedido de bloqueio porque apenas ele tem legitimidade para cobrar as custas que eram devidas. A maior parte do valor se refere aos honorários advocatícios sucumbenciais devidos para seu advogado.
Gouvêa é um dos líderes da oposição e foi derrotado na eleição para a presidência do conselho no ano passado.