PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Foco em cada jogo, não na tabela. A receita da diretoria para Crespo

Crespo comanda treino no São Paulo - Érico Leonan/saopaulofc.net
Crespo comanda treino no São Paulo Imagem: Érico Leonan/saopaulofc.net
Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

06/10/2021 04h00

Hernán Crespo comanda o São Paulo na próxima quinta (7), no clássico contra o Santos, pressionado por causa do fraco futebol apresentado pelo atual campeão Paulista no Brasileirão.

A cobrança mais barulhenta é da torcida, porém, a diretoria já deixou claro para o treinador que o time precisa evoluir.

Ao mesmo tempo em que exige evolução, a direção tricolor adota medidas para tentar diminuir a pressão sobre o técnico.

Uma delas é não cobrar metas ao final do Campeonato, como a obrigatoriedade de conquistar uma vaga na Libertadores.

O discurso é de que o time precisa focar em cada jogo, não em atingir metas na tabela de classificação. Se a vaga no torneio continental for alcançada, ótimo. Se não for, não será o fim do mundo. O importante é que a equipe mostre evolução.

Apesar de os cartolas não falarem abertamente sobre risco de rebaixamento, o São Paulo tem hoje quatro pontos de vantagem sobre o Santos, o primeiro time fora da zona da degola. Tal situação tem potencial para deixar o clima tenso dos dois lados no clássico no Morumbi.

Já a diferença da equipe de Crespo para o último time na zona de classificação da Libertadores, o Red Bull Bragantino, é de seis pontos. O Tricolor tem um jogo a mais do que o Santos e o Bragantino.

Como mostrou o blog, a diretoria são-paulina também entende que o melhor caminho para ajudar Crespo a fazer o time evoluir é blindar e apoiar o treinador publicamente.

Inscreva-se no Canal Ricardo Perrone no YouTube.

Blog do Perrone