PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Contra rotina de demissões, diretoria do São Paulo blinda Crespo

Crespo comanda treino no São Paulo - Érico Leonan/saopaulofc.net
Crespo comanda treino no São Paulo Imagem: Érico Leonan/saopaulofc.net
Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

05/10/2021 04h04

A atual direção do São Paulo, comandada por Julio Casares, quer ser diferente das últimas diretorias no quesito troca de técnicos. A avaliação é de que a alta rotatividade de treinadores ajudou a empurrar o clube para um longo jejum de títulos. Por isso, é preciso quebrar essa rotina segurando a barra de Hernán Crespo.

Casares já tem em seu currículo a demissão de um treinador (Fernando Diniz) quando completou apenas um mês na presidência, em fevereiro

Apesar de ter feito uma troca logo de cara, a promessa é não seguir o mesmo ritmo de Carlos Augusto de Barro e Silva, o Leco. O presidente anterior trabalhou com dez treinadores em cinco anos.

A palavra de ordem nesse momento é blindar Crespo, que sofre com críticas, principalmente da torcida.

Há o entendimento entre os dirigentes de que existem problemas que o treinador precisa corrigir. Mas os cartolas se esforçam para tentar manter essas questões internamente.

A avaliação é de que uma das melhores maneiras de ajudar Crespo a fazer o time reagir é blindá-lo e demonstrar apoio publicamente.

Blindagem e suporte a profissionais pressionados têm sido marcas dessa diretoria. Daniel Alves, Volpi e o próprio Crespo já receberam proteção em momentos de cobrança.

O discurso é de confiança no trabalho do técnico que tirou o clube da fila com a conquista do Paulistão deste ano. O último troféu importante levantado pelo São Paulo tinha sido o da Copa Sul-Americana de 2012.

Toda essa proteção não encobre no Morumbi a realidade de que sempre há um limite para manter uma comissão técnica diante de maus resultados. Porém, o trabalho dos cartolas tem sido indicar que o argentino ainda está longe dessa perigosa fronteira.

Inscreva-se no Canal Ricardo Perrone no YouTube.

Blog do Perrone