PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Perrone: Dérbi mostra rápida evolução corintiana e lenta queda do Palmeiras

Roger Guedes jogador do Corinthians comemora  gol durante partida contra o Palmeiras pelo campeonato Brasileiro A 2021. - Ettore Chiereguini/AGIF
Roger Guedes jogador do Corinthians comemora gol durante partida contra o Palmeiras pelo campeonato Brasileiro A 2021. Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

25/09/2021 21h44

A vitória do Corinthians por 2 a 1 no dérbi deste sábado (25), na Neo Química Arena, mostrou uma evolução rápida do alvinegro e confirma a queda de rendimento do Palmeiras aos poucos.

Na primeira vez que seu novo quarteto jogou junto, o time de Sylvinho nem de longe lembrou a equipe previsível de antes das chegadas de Renato Augusto, Giuliano, Willian e Roger Guedes, autor de dois gols sobre seu ex-clube.

A movimentação ofensiva dos corintianos complicou a defesa palmeirense. Sobrou criatividade e qualidade do meio de campo para frente.

Por sua vez, o Alviverde, apesar de alguns bons momentos no jogo, sofreu pela falta de capacidade de surpreender o adversário. Nem de longe lembrou o time poderoso de outrora.

A força da equipe de Abel Ferreira esteve presente quase que só nas jogadas de bola parada. Mas quando teve chances, o Palmeiras falhou na pontaria.

De acordo com o site Sofascore, o Palmeiras fez 16 finalizações, mas só acertou o alvo cinco vezes. Foram nove tiros fora do alvo e dois bloqueados.

Os donos da casa acertaram três de seus oito arremates. Quatro foram bloqueados.

O maior número de chances do Palmeiras confirma que Sylvinho precisa diminuir os erros de seu sistema defensivo, que deveria estar à altura do novo quarteto e de Gabriel Pereira, que teve mais uma boa atuação.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Blog do Perrone