PUBLICIDADE
Topo

Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Qual é a conta do Corinthians em crise para pagar Renato Augusto e Giuliano

Renato Augusto e Giuliano em treino do Corinthians - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Renato Augusto e Giuliano em treino do Corinthians Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

24/08/2021 10h47

A aposta da diretoria do Corinthians ao contratar Renato Augusto e Giuliano, apesar de uma profunda crise financeira, foi de que a dupla ajudará o clube a recuperar o investimento feito nela. O argumento é de que ambos melhorariam a qualidade do time, que subiria posições na tabela e conseguiria uma melhor premiação no Brasileirão. O incremento de receita compensaria o aumento na folha salarial provocado pelas contratações.

Com os dois reforços, a direção alvinegra também acredita que a equipe pode conquistar uma vaga na Libertadores, algo considerado distante sem eles. A participação na competição continental aumentaria substancialmente as receitas corintianas na próxima temporada.

O mesmo raciocínio vale para Roger Guedes, que interessa ao clube e está livre no mercado, assim como aconteceu com Renato e Giuliano.

As contratações foram feitas após uma redução de cerca de R$ 3,6 milhões mensais na folha de pagamento

Logo que os dois contratados começaram a treinar, a avaliação no departamento de futebol corintiano foi de que eles melhoraram o nível do time inteiro.

Nos jogos, a expectativa se confirmou com vitórias seguidas sobre Ceará, por 3 a 1, com um gol de Renato Augusto, e Atlhetico (1 a 0).

Os triunfos colocaram o Alvinegro na sexta posição do Campeonato Brasileiro, que vale vaga na Libertadores. Ou seja, o projeto de sustentabilidade dos reforços começou dando o resultado esperado. Mas há um longo caminho pela frente num terreno minado por dívidas e cobranças na Justiça.

Se inscreva no canal Ricardo Perrone no YouTube.