PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Em reunião, Corinthians prometeu pagar salários atrasados nesta semana

Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

19/10/2020 10h51

Na semana passada, durante a preparação para o jogo contra o Flamengo, no último domingo (18), a direção do Corinthians fez nova reunião com os jogadores para tratar de salários atrasados. No encontro, foi dito aos atletas que os dois meses que ainda não foram quitados serão pagos nesta semana.

A expectativa é de que, finalmente, o clube conclua a antecipação dos 18 milhões de euros da venda de Pedrinho para o Benfica até terça (20).

A promessa é de que, assim que o dinheiro chegue, o pagamento dos salários atrasados será providenciado.

O discurso na diretoria é de que semanalmente os dirigentes conversam com os atletas a respeito dos atrasos, explicando o que está sendo feito. Na opinião dos cartolas, o elenco entende a situação.

Assim, a direção não atrela maus resultados, como a goleada por 5 a 1 sofrida diante do Flamengo, aos atrasos salariais.

O Corinthians tem convivido com constantes adiamentos no seu planejamento para receber a antecipação do dinheiro relativo à venda de Pedrinho por conta de dificuldades para fechar a operação com uma instituição financeira estrangeira.

Pedrinho havia sido vendido por 20 milhões de euros. Mas o alvinegro aceitou reduzir o preço para 18 milhões de euros por não exercer opção de compra de Yony González. O clube brasileiro também topou mudar o recebimento da primeira parcela relativa à venda em um ano, para agosto de 2021.

Por conta da antecipação, o Corinthians não receberá o valor integral já que a instituição responsável pela operação, obviamente, cobra taxas pelo serviço.

Além disso, Will Dantas, agente de Pedrinho, tem direito a 30% do valor. O empresário aceitou receber sua parte só a partir de 2021.

Blog do Perrone