PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Flamengo joga o bastante no segundo tempo para vencer desfalcado Athletico

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

04/10/2020 18h11

Titular absoluto no onze inicial do Athletico, apenas o goleiro Santos, com o time poupado em meio à maratona de jogos, serão nove partidas em 28 dias. No Flamengo, que jogará dez vezes no mesmo período, zaga da base, goleiro reserva e jogadores voltando após afastamento provocado pela Covid-19.

O time carioca não tinha o técnico, Domènec Torrent, tampouco seu auxiliar, Jordi Guerrero, que ficou à beira do campo nas duas partidas anteriores. Em meio a ausências e retornos, o campeão brasileiro venceu, e mereceu, pelo segundo tempo, 3 a 1.

Na primeira etapa, Willian Arão e Vitinho foram responsáveis por quase um terço das 62 bolas perdidas pelo Flamengo, além de errarem muitos passes, especialmente o volante, que voltou para o segundo tempo, enquanto o atacante ficava de fora, cedendo seu lugar a Everton Ribeiro, mais um dos que se recuperaram da Covid-19.

Logo no primeiro lance de ataque, o capitão da equipe obrigou Santos a fazer sua mais importante intervenção na partida até aquele momento. A entrada de Everton Ribeiro após o intervalo, no lugar de Vitinho, foi um dos fatores para a mudança de cenário na etapa final. Além da presença do armador pelo flanco direito, o Flamengo alterou sua postura, finalizou mais e passou a dominar.

Pedro abriu o placar em jogada de sorte. O jovem zagueiro Natan jogou a bola para a o meio da área depois de uma arrancada ao ataque, o centroavante, em ótima atuação, dominou e fez 1 a 0.

Bruno Henrique ampliou de pênalti, Renato Kayzer descontou e Everton Ribeiro fechou a conta em vitória justa que levou o campeão brasileiro momentaneamente ao quarto lugar na classificação.

O Athletico perdeu sua invencibilidade, que durava seis partidas em diferentes competições, mas nitidamente não tem o Brasileiro como prioridade. Os dois se enfrentarão no final do mês, em Curitiba, pela Copa do Brasil. E a história deverá ser diferente, um duelo mais equilibrado.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube