PUBLICIDADE
Topo

Morata fala em "sensação agridoce" por eliminar Real, seu ex-clube

Do UOL, em São Paulo

13/05/2015 18h28

Álvaro Morata foi revelado pelo Real Madrid e estava na equipe espanhola até o começo da atual temporada, quando foi vendido à Juventus. Na primeira eliminatória contra os ex-companheiros, marcou duas vezes, uma delas nesta quarta, bola que garantiu o 1 a 1 para os italianos e a vaga na decisão da Liga dos Campeões em Berlim.

“Eu não comemorei o gol e nunca faria isso. Eu marquei um gol importante, mas estou com uma sensação agridoce. Quero agradecer a torcida do Madrid, porque sempre se comportou bem comigo. Seria bom se tivesse marcado contra outra equipe, mas a vida é assim”, disse Morata ao Canal+. 

O atacante de 22 anos, diga-se, nunca foi carta do baralho em Madri. No começo da temporada, por exemplo, o Real só aceitou vender o jogador à Juventus com uma cláusula de recompra de cerca de até 30 milhões de euros, dependendo do número de jogos do atacante em Turim e algumas outras variáveis. Na prática, isso quer dizer que os espanhóis podem comprar o jogador de volta quando quiserem pelo valor indicado. 

Negociações à parte, Morata promete ainda mais empenho a partir de agora. Do ponto de vista da torcida do Real, por exemplo, ele é um dos principais candidatos a impedir o título do arquirrival Barcelona na Liga dos Campeões. 

"As sensações serão diferentes contra o Barcelona. São uma grande equipe, mas nós também", disse Morata, que ainda falou da relação com alguns ex-companheiros. "Aqui e em Turim eu saí pensando que era mais um treino e tive de pensar um momento e me concentrar. Ramos e Casillas me deram parabéns e desejaram o melhor. São amigos", completou. 

Futebol