PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogo do Palmeiras termina em briga, e Felipe Melo acerta soco em uruguaio

Felipe Melo acerta soco no camisa 10 do Peñarol em briga após o fim do jogo - REUTERS/Andres Stapff
Felipe Melo acerta soco no camisa 10 do Peñarol em briga após o fim do jogo Imagem: REUTERS/Andres Stapff

Do UOL, em São Paulo

26/04/2017 23h38Atualizada em 26/06/2020 05h36

O Palmeiras venceu o Peñarol de virada por 3 a 2 e o tempo fechou após o apito final. Pressionado e perseguido por jogadores uruguaios, Felipe Melo acertou um soco na cara de Matias Mier e o empurra-empurra virou uma briga generalizada, que chegou aos vestiários e à arquibancada e deixou pelos menos dois jogadores palmeirenses lesionados.

A confusão começou assim que o jogo acabou. Inicialmente, Felipe Melo foi cercado pelos uruguaios e tentou se desvencilhar do bolo formado pelos rivais. Ao se afastar, o camisa 30 foi perseguido e acuado e acertou um soco na cara do camisa 10 adversário.

Felipe e os demais palmeirenses tiveram dificuldades para deixar o gramado e precisaram da intervenção dos seguranças palmeirenses. Ao tentar se retirar para o vestiáiro, os palmeirenses sofreram com a falta de policiamento e o portão de acesso fechado. Depois de minutos tensos, eles forçaram a abertura e foram para a área interna do estádio, onde a confusão prosseguiu.

Enquanto Felipe Melo foi levado para o vestiário pelo segurança, os demais jogadores seguiram batendo boca com jogadores e membros da comissão técnica do Peñarol, como mostraram as imagens do Fox Sports. Willian e Fernando Prass mostraram machucados do rosto em decorrência da briga do gramado, como mostra a imagem abaixo:

Willian machucado - Reprodução/FOX Sports - Reprodução/FOX Sports
Imagem: Reprodução/FOX Sports

Já nos corredores que dão acesso aos vestiários, quando a briga foi interrompida, os palmeirenses começaram a gritar para comemorar os três pontos conquistados de maneira heroica.

Clima violento se estende às arquibancadas

O clima bélico se estendeu às arquibancadas e torcedores do Peñarol tentaram invadir a área que estava restrita aos torcedores do Palmeiras. Os jogadores uruguaios precisaram intervir para evitar que o problema aumentasse. Em momento algum o policiamento apareceu para conter agressores de parte a parte.

Ainda assim os torcedores do Peñarol começaram a arremessar objetos para cima dos palmeirenses. Curiosamente, até mesmo seguranças particulares do estádio foram vistos arremessando itens contra os palmeirenses.

Futebol