PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mano prefere Rafael ao ídolo Fábio, que espera recuperar vaga no Cruzeiro

Rafael permanece como o goleiro titular do Cruzeiro, pelo menos na série de decisões - Washington Alves/Cruzeiro
Rafael permanece como o goleiro titular do Cruzeiro, pelo menos na série de decisões Imagem: Washington Alves/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

19/04/2017 04h00

Rafael seguirá como o goleiro do Cruzeiro, mesmo que Fábio não concorde totalmente com a reserva e aguarde uma oportunidade entre os titulares. A manutenção do goleiro é sustentada pelo desejo de Mano Menezes. A diretoria não interfere no assunto e até celebra o fato de ter dois nomes de alto nível para a função.

O atleta de 27 anos permanecerá na equipe principal na atual maratona de jogos decisivos. A série inclui jogos válidos por Copa do Brasil, Campeonato Mineiro e Copa Sul-Americana. A escolha de Mano Menezes se dá pela boa forma do dono da posição.

Rafael tem feito defesas importantíssimas, como na semifinal do Estadual, diante do América-MG, no estádio Independência, no último fim de semana. O único obstáculo para a efetivação total do jogador revelado nas divisões de base da Raposa é o desejo do antigo dono da posição em recuperar a titularidade.

Fábio já deixou claro que pretende receber chances de mostrar que ainda tem condições de atuar em alto nível com as cores do Cruzeiro. Ele chegou a cobrar até coerência. O atleta fez esta solicitação, via imprensa, logo após o jogo em que retornou aos gramados. A situação será atendida, mas somente depois das partidas decisivas que o time disputará em abril, conforme apurado pelo UOL Esporte.

A comissão técnica pretende dar algumas oportunidades ao veterano a partir de maio, quando se inicia mais uma edição de Campeonato Brasileiro, e conta com anuência da diretoria. O bom momento do atual titular é o principal aspecto que impede a volta imediata do ídolo do clube.

Mesmo que Fábio sonhe com a possibilidade de atuar com as cores do Cruzeiro, a relação de amizade com Rafael segue inabalável. A dupla é muito próxima desde que o atual titular foi promovido ao elenco profissional, em 2008. O experiente goleiro, inclusive, é um conselheiro do jogador.
 
Fábio, goleiro do Cruzeiro - Washington Alves/Cruzeiro - Washington Alves/Cruzeiro
Imagem: Washington Alves/Cruzeiro
 
Alheia à disputa dos atletas, a cúpula demonstra satisfação por contar com a dupla para o gol do Cruzeiro. Klauss Câmara, diretor de futebol do clube, faz elogios e destaca o fato de ambos terem passagens pelo time desde jovens: "São dois grandes profissionais que passaram pela base do Cruzeiro e se transformaram em realidade. Isso mostra a qualidade do trabalho que temos desenvolvido no clube. Para a diretoria e comissão técnica nos traz uma segurança muito grande", afirmou à reportagem, relembrando que Fábio teve a sua primeira passagem pelo Cruzeiro em 2000.
 

Questionado sobre o bom momento de Rafael à frente da meta do Cruzeiro, o dirigente destaca o profissionalismo do arqueiro: "Com muita alegria pela história e dedicação desse atleta. Um profissional exemplar, que vem há anos se dedicando ao Cruzeiro", concluiu.

Há aproximadamente dez dias, o goleiro cobrou coerência à comissão técnica de Mano Menezes: "O Rafael acompanhou a minha trajetória toda, está desde os 18 anos dentro do Cruzeiro, ali no profissional. Ele teve a oportunidade de fazer parte do grupo nesses 8 anos. A gente fica feliz de ele ter tido a oportunidade de se firmar, era uma incógnita que existia, se ele daria conta do recado. Mas como falei: a coerência em todos os lugares, sempre existiu. Agora, se eu não tiver a oportunidade de jogar, fica difícil ter coerência. Mas se eu não estiver bem, não tem problema nenhum ficar no banco do Rafael", comentou.

Futebol